• SÃO PAULO • 1º DE MAIO DE 2011 • ANO 35 • Lt. 04 • Nº 31 •A

2º DOMINGO DA PÁSCOA

Domingo da Divina Misericórdia

 

49ª Assembléia da CNBB, de 04 a 13 de maio.

Anim. Nesse segundo Domingo da Páscoa, realizamos, pela fração do Pão eucarístico, nosso encontro com Cristo ressus­citado. Unidos a ele, vivamos em comunhão fraterna e sejamos um sinal do Reino que se expande em  cada gesto de solidariedade e de defesa da vida. Bebamos no manancial da Divina Miseri­córdia e façamos deste Dia consagrado ao Senhor uma  profunda experiência de encon­tro com Aquele  que venceu a morte e estabeleceu a vida nova para sempre.

1. ABERTURA cd xvi – Fx 1)

Antífona: Na verdade, o Cristo ressuscitou, aleluia!

Refrão: A Ele o poder e a glória pelos séculos eternos!

1. Senhor, vós me sondais e conheceis, * sabeis quando me sento ou me levanto.

2. Percebeis quando me deito e quando eu ando, * os meus caminhos vos são todos conhecidos.

3. Por detrás e pela frente me envolveis, * pusestes sobre mim a vossa mão.

4. Esta verdade é por demais maravilhosa, * é tão sublime que não posso compreendê-la.

 

2. SAUDAÇÃO

P. Em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo.

T. Amém.

P. A graça e a paz de Deus, nosso Pai, e de Jesus Cristo, nosso Senhor, estejam convosco.

T. Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

3. ATO PENITENCIAL (com aspersão)

(MR p. 1001)

P. Irmãos e irmãs em Cristo, invoquemos o Senhor nosso Deus para que se digne abençoar esta água que vai ser aspergida sobre nós, recordando o nosso batismo. Que ele se digne ajudar-nos para permanecermos fiéis ao Espírito que recebemos.

(Silêncio)

P. Senhor nosso Deus, velai sobre o vosso povo e, ao celebrarmos as maravilhas da nossa criação e a maravilha ainda maior de nossa redenção, dignai-vos abençoai V  esta água. Fostes vós que a criastes para fecundar a terra, para lavar nossos corpos e refazer nossas forças. Também a fizestes ins­trumento da vossa misericórdia: por ela libertastes o vosso povo do ca­tiveiro e aplacastes no deserto a sua sede; por ela os profetas anuncia­ram a nova aliança que era vosso desejo concluir com os seres huma­nos; por ela finalmente, consagrada pelo Cristo no Jordão, renovastes, pelo banho do novo nascimento, a nossa natureza pecadora. Que esta água seja para nós uma recordação do nosso batismo e nos faça parti­cipar da alegria dos que foram batizados na Páscoa. Por Cristo, nosso Senhor.

T. Amém.

Canto de Aspersão (Fx 3)

1. Eu vi, eu vi, vi foi água a manar, do lado direito do templo a jorrar.

Amém, amém, amém, aleluia!

Amém, amém, amém, aleluia!

2. E quantos foram por ela banhados, cantaram o canto dos que foram salvos:

3. Louvai, louvai e cantai ao Senhor, por­que ele é bom e sem fim, seu amor:

4. Ao Pai a glória e ao Ressuscitado e seja o Divino pra sempre louvado!

 

P. Que Deus todo-poderoso nos purifique dos nossos pecados e, pela celebração desta Eucaristia, nos torne dignos da mesa do seu reino.

T. Amém.

4. GLÓRIA

(Preferencialmente cantado)

P. Glória a Deus nas alturas,

T. e paz na terra aos homens por Ele amados. / Senhor Deus, Rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso. / nós vos louvamos, nós vos bendizemos, / nós vos adoramos, nós vos glorificamos, / nós vos damos graças por vossa imensa glória. / Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, / Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. / Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. / Vós que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica. / Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de nós. / Só vós sois o Santo, só vós, o Senhor, / só vós o Altíssimo, Jesus Cristo, / com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai. Amém.

5. ORAÇÃO

P. Oremos (silêncio): Ó Deus de eterna misericórdia, que reacendeis a fé do vosso povo na renovação da festa pascal, aumentai a graça que nos destes. E fazei que compre­endamos melhor o batismo que nos lavou, o Espírito que nos deu nova vida, e o sangue que nos redimiu. Por N.S.J.C.

T. Amém.

Anim. Alimentemo-nos da Palavra de Deus que a liturgia pascal hoje proclama e, assim, vivamos como filhos da Luz e vencedores do mal que escraviza e mata.

6. PRIMEIRA LEITURA (At 2,42-47)

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

Os que haviam se convertido 42eram perseverantes em ouvir o ensinamento dos apóstolos, na comunhão fraterna, na fração do pão e nas orações. 43E todos esta­vam cheios de temor por causa dos numerosos prodígios e sinais que os apóstolos realizavam. 44Todos os que abraçavam a fé viviam unidos e punham tudo em comum; 45ven­diam suas propriedades e seus bens e repartiam o dinheiro entre todos, conforme a necessidade de cada um. 46Diariamente, todos frequen­tavam o templo, partiam o pão pelas casas e, unidos, tomavam a refeição com alegria e simplicidade de cora­ção. 47louvavam a Deus e eram estimados por todo o povo. E, cada dia, o Senhor acrescentava ao seu número mais pessoas que seriam salvas. – Palavra do Senhor.

T. Graças a Deus.

 

7. SALMO RESPONSORIAL 117(118)

(CD Lit. XVI Fx 6)

Dai graças ao Senhor, porque ele é bom! * Eterna é a sua misericórdia!

1. A casa de Israel agora o diga: * “Eter­na é a sua misericórdia!” * A ca­sa de Aarão agora o diga: * “Ete­r­na é a sua misericórdia.” * Os que temem o Senhor agora o di­gam: * “Eterna é a sua misericórdia!”

2. Empurram-me, tentando derrubar-me, * mas veio o Senhor em meu socorro. * O Senhor é minha força e o meu canto * e tornou-se para mim o Salvador. * Clamores de alegria e de vitória * ressoem pelas tendas dos fiéis.

3. A pedra que os pedreiros rejeitaram, * tornou-se agora a pedra angular. * Pelo Senhor é que foi feito tudo isso: * Que maravilhas ele fez a nossos olhos! * Este é o dia que o Senhor fez para nós, * alegremo-nos e nele exultemos!

 

8. SEGUNDA LEITURA (1Pd 1,3-9)

Leitura da primeira Carta de São Pedro.

3Bendito seja Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo. Em sua grande misericórdia, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, ele nos fez nascer de novo, para uma esperança viva, 4para uma herança incorruptível, que não se mancha nem murcha, e que é reservada para vós nos céus. 5Graças à fé, e pelo poder de Deus, vós fostes guardados para a salvação que deve manifestar-se nos últimos tempos. 6Isto é motivo de alegria para vós, embora seja necessário que agora fiqueis por algum tempo aflitos, por causa de várias provações. 7Deste modo, a vossa fé será provada como sendo verdadeira – mais preciosa que o ouro perecível, que é provado no fogo – e alcançará louvor, honra e glória no dia da manifestação de Jesus Cristo. 8Sem ter visto o Senhor, vós o amais. Sem o ver ainda, nele acreditais. Isso será para vós fonte de alegria indizível e gloriosa, 9pois obtereis aquilo em que acreditais: a vossa salvação.

– Palavra do Senhor.

T. Graças a Deus.

9. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO

(HL2, p. 108)

Aleluia! Aleluia!Aleluia!

Acreditaste, Tomé, porque me viste. Felizes os que cre­ram sem ter visto.

10. EVANGELHO (Jo 20,19-31)

P. O Senhor esteja convosco.

T. Ele está no meio de nós.

P. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João.

T. Glória a vós, Senhor.

P. 19Ao anoitecer daquele dia, o primeiro da semana, estando fe­chadas, por medo dos judeus, as por­tas do lugar onde os discípulos se encontravam, Jesus entrou e pon­do-se no meio deles, disse: “A paz esteja convosco”. 20Depois des­tas palavras, mostrou-lhes as mãos e o lado. Então os discípulos se ale­gra­ram por verem o Senhor. 21No­vamente, Jesus disse: “A paz esteja convosco. Como o Pai me enviou, também eu vos envio”. 22E depois de ter dito isso, soprou sobre eles e dis­se: “Recebei o Espírito Santo. 23A quem perdoardes os pecados, eles lhes serão perdoados; a quem os não perdoardes, eles lhes serão re­ti­dos”. 24Tomé, chamado Dídimo, que era um dos doze, não estava com eles quando Jesus veio. 25Os ou­tros discípulos contaram-lhe de­pois: “Vimos o Senhor!” Mas Tomé dis­se-lhes: “Se eu não vir a marca dos pregos em suas mãos, se eu não puser o dedo nas marcas dos pre­gos e não puser a mão no seu lado, não acreditarei”. 26Oito dias depois, en­con­travam-se os discípulos no­vamente reunidos em casa, e Tomé es­tava com eles. Estando fechadas as portas, Jesus entrou, pôs-se no meio deles e disse: “A paz esteja convosco”. 27Depois disse a Tomé: “Põe o teu dedo aqui e olha as mi­nhas mãos. Estende a tua mão e coloca-a no meu lado. E não sejas in­cré­dulo, mas fiel”. 28Tomé respondeu: “Meu Senhor e meu Deus!” 29Jesus lhe disse: “Acredi­taste, porque me viste? Bem-aven­tu­rados os que creram sem terem visto!” 30Jesus realizou muitos ou­tros sinais diante dos discípulos, que não estão escritos neste livro. 31Mas es­tes foram escritos para que acre­diteis que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais a vida em seu nome. – Palavra da Salvação.

T. Glória a vós, Senhor.

11. PROFISSÃO DE FÉ

P. Creio em Deus Pai todo-poderoso,

T. Criador do céu e da terra; e em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor; que foi concebido pelo poder do Espírito Santo; nasceu da Virgem Maria, padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos; ressuscitou ao terceiro dia; subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica; na comunhão dos santos; na remissão dos pecados; na ressurreição da carne; na vida eterna.

T. Amém.

12. ORAÇÃO DOS FIÉIS

P. Irmãos e irmãs, o Cristo ressuscitado está no meio de nós. Por meio dele, elevemos ao Pai nossos pedidos, suplicando juntos:

T. Senhor, escutai a nossa prece!

1. Pai Santo, ajudai-nos a ser perseverantes na  vida nova que brota do Evangelho.

2. Concedei-nos a graça de mostrar ao mundo a força de Cristo ressuscitado.

3. Dai-nos a consciência da responsabilidade de preservar a vida e cuidar do planeta.

4. Fortalecei a nossa fé, para que possamos viver uma vida profundamente pascal.

5. Ajudai os povos a construir uma cultura universal da paz.

(outras preces da comunidade)

P. Tudo isso vos pedimos, ó Pai, por Cristo, nosso Senhor.

T. Amém.

13. APRESENTAÇÃO DAS OFERENDAS

(CD XVI fx. 4)

A terra, apavorada, emudeceu * quando Deus se levantou para julgar * e libertar os oprimidos desta terra.

1. Sede bendito, Senhor Deus de nossos pais. * A vós louvor, honra e glória eternamente! * Sede bendito, nome santo e glorioso. * A vós louvor, honra e glória eternamente!

2. No templo santo onde refulge a vossa glória. * A vós louvor, honra e glória eternamente! * E em vosso trono de poder vitorioso, * a vós louvor, honra e glória eternamente!

 

14. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS

P. Acolhei, ó Deus, as oferendas do vosso povo (e dos que renasceram nesta Páscoa), para que, renovados pela profissão de fé e pelo batismo, consi­gamos a eterna felicidade. Por Cristo, nosso Senhor.

T. Amém.

15. ORAÇÃO EUCARÍSTICA III

(Prefácio Páscoa II, MR, p. 477)

P. O Senhor esteja convosco.

T. Ele está no meio de nós.

P. Corações ao alto.

T. O nosso coração está em Deus.

P. Demos graças ao Senhor nosso Deus.

T. É nosso dever e nossa salvação.

P. Na verdade, é justo e necessário, é nosso dever e salvação dar-vos graças, sempre e em todo o lugar, mas sobretudo neste tempo solene em que Cristo, nossa Páscoa, foi imolado. Por ele, os filhos da luz nas­cem para a vida eterna; e as portas do Reino dos céus se abrem para os fiéis redimidos. Nossa morte foi redimida pela sua e na sua ressur­reição ressurgiu a vida para todos. Transbordando de alegria pascal, nós nos unimos aos anjos e a todos os santos, para celebrar a vossa glória, cantando (dizendo) a uma só voz:

T. Santo, Santo, Santo…

CP. Na verdade, vós sois santo, ó Deus do universo, e tudo o que criastes proclama o vosso louvor, porque, por Jesus Cristo, vosso Filho e Senhor nosso, e pela força do Espírito Santo, dais vida e santidade a todas as coisas e não cessais de reunir o vosso povo, para que vos ofereça em toda parte, do nascer ao pôr-do-sol, um sacrifício perfeito.

T. Santificai e reuni o vosso povo!

CC. Por isso, nós vos suplicamos: santificai pelo Espírito Santo as oferendas que vos apresentamos para serem consagradas, a fim de que se tornem o Corpo  e V o Sangue de Jesus Cristo, vosso Filho e Senhor nosso, que nos mandou celebrar este mistério.

T. Santificai nossa oferenda, ó Senhor!

Na noite em que ia ser entregue, ele tomou o pão, deu graças, e o partiu e deu a seus discípulos, dizendo:

TOMAI, TODOS, E COMEI: ISTO É O MEU CORPO, QUE SERÁ ENTREGUE POR VÓS.

Do mesmo modo, ao fim da ceia, ele tomou o cálice em suas mãos, deu graças novamente, e o deu a seus discípulos, dizendo:

TOMAI, TODOS, E BEBEI: ESTE É O CÁLICE DO MEU SANGUE, O SANGUE DA NOVA E ETERNA ALIANÇA, QUE SERÁ DERRA­MADO POR VÓS E POR TODOS PARA REMIS­­SÃO DOS PECADOS. FAZEI ISTO EM MEMÓRIA DE MIM.

Eis o mistério da fé!

T. Anunciamos, Senhor, a vossa morte e proclamamos a vossa ressurreição. Vinde, Senhor Jesus!

CC. Celebrando agora, ó Pai, a memória do vosso Filho, da sua paixão que nos salva, da sua gloriosa ressurreição e da sua ascensão ao céu, e enquanto esperamos a sua nova vinda, nós vos oferecemos em ação de graças este sacrifício de vida e santidade.

T. Recebei, ó Senhor, a nossa oferta!

Olhai com bondade a oferenda da vossa Igreja, reconhecei o sacrifício que nos reconcilia convosco e concedei que, alimentando-nos com o Corpo e o Sangue do vosso Filho, sejamos repletos do Espírito Santo e nos tornemos em Cristo um só corpo e um só espírito.

T. Fazei de nós um só corpo e um só espírito!

1C. Que ele faça de nós uma oferenda perfeita para alcançarmos a vida eterna com os vossos santos: a Virgem Maria, Mãe de Deus, os vossos Apóstolos e Mártires, São Paulo, patrono da nossa Arquidiocese, N. e todos os santos, que não cessam de interceder por nós na vossa presença.

T. Fazei de nós uma perfeita oferenda!

2C. E agora, nós vos suplicamos, ó Pai, que este sacrifício da nossa reconciliação estenda a paz e a salvação ao mundo inteiro. Confirmai na fé e na caridade a vossa Igreja, enquanto caminha neste mundo: o vosso servo o Papa Bento, o nosso bispo Odilo, com os Bispos do mundo inteiro, o clero e todo o povo que conquistastes.

T. Lembrai-vos, ó Pai, da vossa Igreja!

Atendei às preces da vossa família, que está aqui, na vossa presença. Reuni em vós, Pai de misericórdia, todos os vossos filhos e filhas dispersos pelo mundo inteiro.

T. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos!

3C. Acolhei com bondade no vosso reino os nossos irmãos e irmãs que partiram desta vida e todos os que morreram na vossa amizade. Unidos a eles, esperamos também nós saciar-nos eternamente da vossa glória, por Cristo, Senhor nosso.

T. A todos saciai com vossa glória!

Por ele dais ao mundo todo bem e toda graça.

CP ou CC. Por Cristo, com Cristo e em Cristo, a vós, Deus Pai todo-poderoso, na unidade do Espírito Santo, toda a honra e toda a glória, agora e para sempre.

T. Amém.

 

16. RITO DA COMUNHÃO

17. CANTO DE COMUNHÃO I

(CD XVI Fx 5)

Cristo ressuscitou e nós com Ele! * Aleluia, aleluia!

1. Bendito seja o Pai de Jesus, que nos cobriu de bênçãos celestes.

2. Nós vos louvamos e bendizemos, porque a luz de Jesus dissipou nossas trevas.

3. Nós vos louvamos e bendizemos, porque em nós derramastes o Espírito Santo.

4. Nós vos louvamos e bendizemos, * nesta celebração da vitória de Cristo!

5. Nós vos louvamos e bendizemos, * por tudo que em nós por Jesus operastes.

 

CANTO DE COMUNHÃO II

(CD X fx 9) (Cantos e Orações nº318)

1. Andavam pensando, tão tristes, * de Jerusalém a Emaús, * os dois seguidores de Cristo, * logo após o episódio da cruz. * Enquanto assim vão conversando, * Jesus se achegou devagar: * “De que vocês vão palestrando?” * E ao Senhor não puderam enxergar.

Fica conosco, Senhor, * é tarde e a noite já vem! * Fica conosco, Senhor, * somos teus seguidores também!

2. Não sabes então, forasteiro, * aquilo que aconteceu? * Foi preso Jesus Nazareno, * Redentor que esperou Israel. * Os chefes a morte tramaram * do santo profeta de Deus; * o Justo foi crucificado, * a esperança do povo morreu.

3. Três dias enfim se passaram, * foi tudo uma doce ilusão; * um susto as mulheres pregaram: * não encontraram seu corpo mais, não. * Disseram que ele está vivo, * que disso souberam em visão. * Estava o sepulcro vazio, * mas do mestre ninguém sabe não.

 

18. ORAÇÃO APÓS A COMUNHÃO

P. Oremos (silêncio) : Concedei, ó Deus onipotente, que conser­vemos em nossa vida o sacra­mento pascal que recebemos. Por Cristo, nosso Senhor.

T. Amém.

19.  ORAÇÃO AO NOSSO PATRONO

T. Ó São Paulo, /Patrono de nossa Ar­qui­diocese, /discípulo e missio­nário de Jesus Cristo:/ ensina-nos a acolher a Palavra de Deus / e abre nossos olhos à verdade do Evan­gelho./ Condu­ze-nos ao encontro com Jesus, / contagia-nos com a fé que te animou/ e infunde em nós coragem e ardor missionário, / para testemunharmos a todos / que Deus habita esta Cidade imensa /e tem amor pelo seu povo! /Intercede por nós e pela Igreja de São Paulo, / ó santo apóstolo de Jesus Cristo! Amém.

 

20. BÊNÇÃO E DESPEDIDA

21. CANTO FINAL

(HL2 p. 140 – CO 316)

Eu creio num mundo novo, pois Cristo ressuscitou! Eu vejo sua luz no povo, por isso alegre sou.

1. Em toda pequena oferta, na força da união, no pobre que se liberta, eu vejo ressurreição!

2. Na mão que foi estendida no dom da libertação, nascendo uma nova vida, * eu vejo ressurreição!

3. Nas flores oferecidas e quando se dá perdão, nas dores compadecidas, eu vejo ressurreição!

4. Nos homens que estão unidos, com outros partindo o pão, nos fracos fortalecidos, eu vejo ressurreição!

5. Na fé dos que estão sofrendo, no riso do meu irmão, na hora em que está morrendo, eu vejo ressurreição!

Músicas:

Hinário Litúrgico2 HL2

CD Liturgia X – XVI – Paulus – Cantos e Orações (CO)-Vozes

LEITURAS DA SEMANA: de 2 a 8 de maio de  2011

l 2ª-: At 4, 23-31; Sl 2, 1-3. 4-6. 7-9 (R/. cf. 12d); Jo 3, 1-8

l 3ª.: 1Cor 15, 1-8; Sl 18 (19), 2-3. 4-5 (R/. 5a); Jo 14, 6-14

l 4ª-: At 5, 17-26; Sl 33 (34), 2-3. 4-5. 6-7. 8-9 (R/. 7a); Jo 3, 16-21

l 5ª-: At 5, 27-33; Sl 33 (34), 2 e 9. 17-18. 19-20 (R/. 7a); Jo 3, 31-36

l 6ª-: At 5, 34-42; Sl 26 (27), 1. 4. 13-14 (R/. cf. 4ab); Jo 6, 1-15

l Sab.: At 6, 1-7; Sl 32 (33), 1-2. 4-5. 18-19 (R/. 22); Jo 6, 16-21

l3º Dom. da Páscoa At 2, 14. 22-33; Sl 15 (16), 1-2a. 5. 7-8. 9-10. 11 (R/. 11ab); 1Pd 1, 17-21; Lc 24, 13-35 (Emaús)

Retirado:http://www.arquidiocesedesaopaulo.org.br/liturgia/folheto_povo_de_deus_anoA_pascoa_02domingo.htm

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: