• SÃO PAULO • 12 DE OUTUBRO DE 2011 • ANO 35 • Lt. 07 • Nº 57•A•

SOLENIDADE DE NOSSA SENHORA APARECIDA

 Anim. Hoje celebramos a solenidade da padroeira do Brasil, Nossa Senhora da Conceição Aparecida. Em comunhão com todo o povo brasileiro que acolhe Maria como mãe, a Igreja lembra que a hora de Jesus é também a hora de Maria, mistério que culminou na cruz. Por isso queremos prestar a nossa homenagem à Rainha do Céu e suplicar sua intercessão pelo nosso País, sobretudo, pelas crianças, que hoje também são lembradas e que, em tão grande número, vivem dentro ou fora do lar, desamparadas.

 

1.ABERTURA (CO Nº 1245)

Viva a mãe de Deus e nossa * sem pecado concebida! * Viva a Virgem imaculada, * Ó Senhora Aparecida!

1. Aqui estão vossos devotos * cheios de fé incendida, * de conforto e de esperança’, * ó Senhora Aparecida!

2. Virgem Santa, Virgem bela, * Mãe amável, Mãe querida * amparai-nos, socorrei-nos, * ó Senhora Aparecida.

3. Protegei a Santa Igreja, * Mãe terna e compadecida! * Protegei a nossa Pátria, * ó Senhora Aparecida.

4. Oh! Velai por nossos lares, * pela infância desvalida, * pelo povo brasileiro, * ó Senhora Aparecida.

 

2. SAUDAÇÃO

P. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

T. Amém.

P. A graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco.

T. Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

 

3. ATO PENITENCIAL

P. O Senhor Jesus, que nos convida à mesa da Palavra e da Eucaristia, nos chama à conversão. Reconheçamos ser pecadores e invoquemos com confiança a misericórdia do Pai.

(Silêncio)

T. Confesso a Deus todo-poderoso e a vós, irmãos e irmãs, que pequei muitas vezes por pensamentos e palavras, atos e omissões, por minha culpa, minha tão grande culpa. E peço à Virgem Maria, aos anjos e santos e a vós, irmãos e irmãs, que rogueis por mim a Deus, nosso Senhor.

P. Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna.

T. Amém.

 

Kyrie

P. Senhor, tende piedade de nós.

T. Senhor, tende piedade de nós.

P. Cristo, tende piedade de nós.

T. Cristo, tende piedade de nós.

P. Senhor, tende piedade de nós.

T. Senhor, tende piedade de nós.

 

4. GLÓRIA (preferencialmente cantado)

P. Glória a Deus nas alturas, T. e paz na terra aos homens por Ele amados. / Senhor Deus, Rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso. / nós vos louvamos, nós vos bendizemos, / nós vos adoramos, nós vos glorificamos, / nós vos damos graças por vossa imensa glória. / Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, / Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. / Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. / Vós que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica. / Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de nós. / Só vós sois o Santo, só vós, o Senhor, / só vós o Altíssimo, Jesus Cristo, / com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai. Amém.

 

5. ORAÇÃO

P. Oremos (silêncio): Ó Deus todo-poderoso, ao rendermos culto à Imaculada Conceição de Maria, Mãe de Deus e Senhora nossa, concedei que o povo brasileiro, fiel à sua vocação e vivendo na paz e na justiça, possa chegar um dia à pátria definitiva. Por N.S.J.C.

T. Amém.

 

Anim. Escutemos, com o coração, a mensagem das leituras que a festa de hoje nos apresenta, mos­trando a vinculação de Maria com o plano da salvação.

 

6. PRIMEIRA LEITURA (Est 5,1b-2;7,2b-3)

Leitura do Livro de Ester.

1Ester revestiu-se com vestes de rainha

e foi colocar-se no vestíbulo interno do palácio real,

frente à residência do rei.

O rei estava sentado no trono real,

na sala do trono, frente à entrada.

2Ao ver a rainha Ester parada no vestíbulo,

olhou para ela com agrado

e estendeu-lhe o cetro de ouro que tinha na mão,

e Ester aproximou-se para tocar a ponta do cetro.

7,2Então, o rei lhe disse:

“O que me pedes, Ester; o que queres que eu faça?

Ainda que me pedisses a metade do meu reino,

ela te seria concedida”.

3Ester respondeu-lhe:

“Se ganhei as tuas boas graças, ó rei,

e se for de teu agrado,

concede-me a vida – eis o meu pedido! –

e a vida do meu povo – eis o meu desejo!

– Palavra do Senhor.

T.Graças a Deus.

 

7. SALMO RESPONSORIAL 44(45) (Fx 8)

Escutai minha filha, olhai, ouvi isto: que o Rei se encante com vossa beleza!

1. Escutai, minha filha, olhai, ouvi isto: “Esquecei vosso povo e a casa paterna! Que o Rei se encante com vossa beleza! Prestai-lhe homenagem; é vosso Senhor!

2. O povo de Tiro vos traz seus presentes, os grandes do povo vos pedem favores. Majestosa, a princesa real vem chegando, vestida de ricos brocados de ouro.

3. Em vestes vistosas ao Rei se dirige, e as virgens amigas lhe formam cortejo; entre cantos de festa e com grande alegria, ingressam, então, no palácio real.”

 

8. SEGUNDA LEITURA

(Ap 12, 1.5.13a.15-16a)

Leitura do Livro do Apocalipse de São João.

1Apareceu no céu um grande sinal:

uma mulher vestida do sol,

tendo a lua debaixo dos pés

e sobre a cabeça uma coroa de doze estrelas.

5E ela deu à luz um filho homem,

que veio para governar todas as nações

com cetro de ferro.

Mas o filho foi levado para junto de Deus

e do seu trono.

13Quando viu que tinha sido expulso para a terra,

o dragão começou a perseguir a mulher

que tinha dado à luz o menino.

15A serpente, então,

vomitou como um rio de água atrás da mulher,

a fim de a submergir.

16A terra, porém, veio em socorro da mulher.

– Palavra do Senhor.

T. Graças a Deus.

 

9. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO (Fx9)

Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia. Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia.

Disse a mãe de Jesus aos serventes: “Fazei tudo o que Ele disser.”

 

10. EVANGELHO (Jo 2, 1-11)

P. O Senhor esteja convosco.

T. Ele está no meio de nós.

P. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João.

T. Glória a vós, Senhor.

P. Naquele tempo,

1houve um casamento em Caná da Galiléia.

A mãe de Jesus estava presente.

2Também Jesus e seus discípulos

tinham sido convidados para o casamento.

3Como o vinho veio a faltar,

a mãe de Jesus lhe disse:

“Eles não têm mais vinho”.

4Jesus respondeu-lhe:

“Mulher, por que dizes isto a mim?

Minha hora ainda não chegou”.

5Sua mãe disse aos que estavam servindo:

“Fazei o que ele vos disser”.

6Estavam seis talhas de pedra colocadas aí

para a purificação que os judeus costumam fazer.

Em cada uma delas cabiam mais ou menos cem litros.

7Jesus disse aos que estavam servindo:

“Enchei as talhas de água”.

Encheram-nas até a boca.

8Jesus disse:

“Agora tirai e levai ao mestre-sala”.

E eles levaram.

9O mestre-sala experimentou a água,

que se tinha transformado em vinho.

Ele não sabia de onde vinha,

mas os que estavam servindo sabiam,

pois eram eles que tinham tirado a água.

10O mestre-sala chamou então o noivo e lhe disse:

“Todo mundo serve primeiro o vinho melhor

e, quando os convidados já estão embriagados,

serve o vinho menos bom.

Mas tu guardaste o vinho melhor até agora!”

11Este foi o início dos sinais de Jesus.

Ele o realizou em Caná da Galiléia

e manifestou a sua glória,

e seus discípulos creram nele.

– Palavra da Salvação.

T. Glória a vós, Senhor.

11. HOMILIA

 

12. PROFISSÃO DE FÉ

P. Creio em Deus Pai todo-poderoso / T. criador do céu e da terra,/ e em Jesus Cristo seu único Filho, nosso Senhor, / que foi concebido pelo poder do Espírito Santo; /nasceu da Virgem Maria;/ padeceu sob Pôncio Pilatos, / foi crucificado, morto e sepultado. / Desceu à mansão dos mortos; /ressuscitou ao terceiro dia, / subiu aos céus; / está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, / donde há de vir a julgar os vivos e os mortos. / Creio no Espírito Santo; / na Santa Igreja Católica; / na comunhão dos santos; / na remissão dos pecados; / na ressurreição da carne; / na vida eterna.

Amém.

 

13. ORAÇÃO DOS FIÉIS

P. Irmãos e irmãs, confiantes na intercessão de Nossa Senhora Aparecida, elevemos ao Pai nossas preces, para que transforme a vida do nosso povo como Cristo transformou a água em vinho nas bodas de Caná. Por isso rezemos:

T. Senhor, que Maria interceda por nós!

1. Pai Santo, protegei a Igreja que se encontra no Brasil, quando agitada pelas tempestades do mal.

2. Transformai a prática política do nosso País, libertando-nos da corrupção.

3. Protegei as nossas crianças e conduzi a juventude pelos caminhos da paz.

4. Iluminai as famílias, para que resistam à desagregação familiar.

5. Abençoai os peregrinos de Aparecida e fortalecei-nos em nossa peregrinação para o céu.

 (outras intenções comunitárias)

P. Isso vos pedimos, ó Pai, por Cristo nosso Senhor:

T. Amém.

 

14. APRESENTAÇÃO DAS OFERENDAS (Fx 10)

1. Como vai ser? Nossa festa não pode seguir: tarde demais, pra buscar outro vinho e servir.

Em meio a todo sobressalto, é Maria, quem sabe lembrar: //“Se o meu Filho está presente, nada pode faltar!”//

2. Mas que fazer? Se tem água, tem vinho também: Basta um sinal! E em Caná quem provou: “tudo bem!”

3. Como não crer? A alegria da vida nos vem, quando os irmãos põem à mesa seus dons e o que têm.

 

15. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS

P. Orai, irmãos e irmãs…

T. Receba o Senhor por tuas mãos este sacrifício, para glória do seu nome, para nosso bem e de toda a santa Igreja.

P. Acolhei, ó Deus, as preces e oferendas apresentadas em honra de Maria, Mãe de Jesus Cristo, vosso Filho; concedei que elas vos sejam agradáveis e nos tragam a graça da vossa proteção. Por Cristo, nosso Senhor.

T. Amém.

 

16. ORAÇÃO EUCARÍSTICA III

(Pref. MR, p. 677)

P. O Senhor esteja convosco.

T. Ele está no meio de nós.

P. Corações ao alto.

T. O nosso coração está em Deus.

P. Demos graças ao Senhor nosso Deus.

T. É nosso dever e nossa salvação.

P. Na verdade, é justo e necessário, é nosso dever e salvação dar-vos graças, sempre e em todo o lugar, Senhor, Pai santo, Deus eterno e todo-poderoso. A fim de preparar para o vosso Filho mãe que fosse digna dele, preservastes a Virgem Maria da mancha do pecado original, enriquecendo-a com a plenitude da vossa graça. Nela, nos destes as primícias da Igreja, esposa de Cristo, sem ruga e sem mancha, resplandecente de beleza. Puríssima, na verdade, devia ser a Virgem que nos daria o Salvador, o Cordeiro sem mancha, que tira os nossos pecados. Escolhida, entre todas as mulheres, modelo de santidade e advogada nossa, ela intervém constantemente em favor de vosso povo. Unidos à multidão dos anjos e dos santos, proclamamos a vossa bondade, cantando (dizendo) a uma só voz:

T. Santo, Santo, Santo…

CP. Na verdade, vós sois santo, ó Deus do universo, e tudo o que criastes proclama o vosso louvor, porque, por Jesus Cristo, vosso Filho e Senhor nosso, e pela força do Espírito Santo, dais vida e santidade a todas as coisas e não cessais de reunir o vosso povo, para que vos ofereça em toda parte, do nascer ao pôr-do-sol, um sacrifício perfeito.

T. Santificai e reuni o vosso povo!

CC. Por isso, nós vos suplicamos: santificai pelo Espírito Santo as oferendas que vos apresentamos para serem consagradas, a fim de que se tornem o Corpo e V o Sangue de Jesus Cristo, vosso Filho e Senhor nosso, que nos mandou celebrar este mistério.

T. Santificai nossa oferenda, ó Senhor!

Na noite em que ia ser entregue, ele tomou o pão, deu graças, e o partiu e deu a seus discípulos, dizendo:

TOMAI, TODOS, E COMEI: ISTO É O MEU CORPO, QUE SERÁ ENTREGUE POR VÓS.

Do mesmo modo, ao fim da ceia, ele tomou o cálice em suas mãos, deu graças novamente, e o deu a seus discípulos, dizendo:

TOMAI, TODOS, E BEBEI: ESTE É O CÁLICE DO MEU SANGUE, O SANGUE DA NOVA E ETERNA ALIANÇA, QUE SERÁ DERRAMADO POR VÓS E POR TODOS PARA REMISSÃO DOS PECADOS. FAZEI ISTO EM MEMÓRIA DE MIM.

Eis o mistério da fé!

T. Anunciamos, Senhor, a vossa morte e proclamamos a vossa ressurreição. Vinde, Senhor Jesus!

CC. Celebrando agora, ó Pai, a memória do vosso Filho, da sua paixão que nos salva, da sua gloriosa ressurreição e da sua ascensão ao céu, e enquanto esperamos a sua nova vinda, nós vos oferecemos em ação de graças este sacrifício de vida e santidade.

T. Recebei, ó Senhor, a nossa oferta!

Olhai com bondade a oferenda da vossa Igreja, reconhecei o sacrifício que nos reconcilia convosco e concedei que, alimentando-nos com o Corpo e o Sangue do vosso Filho, sejamos repletos do Espírito Santo e nos tornemos em Cristo um só corpo e um só espírito.

T. Fazei de nós um só corpo e um só espírito!

1C. Que ele faça de nós uma oferenda perfeita para alcançarmos a vida eterna com os vossos santos: a Virgem Maria, Mãe de Deus, os vossos Apóstolos e Mártires, São Paulo, patrono da nossa Arquidiocese, N. e todos os santos, que não cessam de interceder por nós na vossa presença.

T. Fazei de nós uma perfeita oferenda!

2C. E agora, nós vos suplicamos, ó Pai, que este sacrifício da nossa reconciliação estenda a paz e a salvação ao mundo inteiro. Confirmai na fé e na caridade a vossa Igreja, enquanto caminha neste mundo: o vosso servo o Papa Bento, o nosso bispo Odilo, com os Bispos do mundo inteiro, o clero e todo o povo que conquistastes.

T. Lembrai-vos, ó Pai, da vossa Igreja!

Atendei às preces da vossa família, que está aqui, na vossa presença. Reuni em vós, Pai de misericórdia, todos os vossos filhos e filhas dispersos pelo mundo inteiro.

T. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos!

3C. Acolhei com bondade no vosso reino os nossos irmãos e irmãs que partiram desta vida e todos os que morreram na vossa amizade. Unidos a eles, esperamos também nós saciar-nos eternamente da vossa glória, por Cristo, Senhor nosso.

T. A todos saciai com vossa glória!

 

17. RITO DA COMUNHÃO

P. Rezemos com amor e confiança a oração que o Senhor nos ensinou:

T. Pai nosso …

P. Livrai-nos de todos os males, ó Pai, e dai-nos hoje a vossa paz. Ajudados pela vossa misericórdia, sejamos sempre livres do pecado e protegidos de todos os perigos, enquanto, vivendo a esperança, aguardamos a vinda do Cristo Salvador.

T. Vosso é o reino, o poder e a glória para sempre!

P. Senhor Jesus Cristo,…

T. Amém.

P. A paz do Senhor esteja sempre convosco.

T. O amor de Cristo nos uniu.

P. Irmãos e irmãs, saudai-vos em Cristo Jesus.

T. Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. / Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. / Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, dai-nos a paz.

P. Felizes os convidados para a Ceia do Senhor. Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.

T. Senhor, eu não sou digno(a) de que entreis em minha morada, mas dizei uma palavra e serei salvo(a).

 

18.CANTO DE COMUNHÃO

Sl 33(34) (Fx 11)

Bendirei ao Senhor todo tempo, minha boca vai sempre louvar, a minh’alma o Senhor glorifica os humildes irão se alegrar.

1. Vamos juntos dar glória ao Senhor e ao seu nome fazer louvação. Procurei o Senhor; me atendeu, me livrou de uma grande aflição.

• Olhem todos pra ele e se alegrem, todo o tempo sua boca sorria. Este pobre gritou e ele ouviu, fiquei livre da minha agonia.

2. Acampou na batalha seu anjo, defendendo seu povo e o livrando, provem todos, pra ver como é bom, o Senhor que nos vai abrigando.

• Povo santo, adore o Senhor, aos que temem nenhum mal assalta. Quem é rico empobrece e tem fome, mas a quem busca a Deus, nada falta.

3. Ó meus filhos, escutem o que eu digo pra aprender o temor do Senhor. Quem de nós que não ama sua vida, e a seus dias não quer dar valor?

• Tua língua preserva do mal e não deixes tua boca mentir. Ama o bem e detesta a maldade vem a paz procurar e seguir.

 

19. ORAÇÃO APÓS A COMUNHÃO

P. Oremos (silêncio): Alimentados com o Corpo e o Sangue do vosso Filho, nós vos suplicamos, ó Deus: dai ao vosso povo, sob o olhar de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, irmanar-se nas tarefas de cada dia para a construção do vosso Reino. Por Cristo, nosso Senhor.

T. Amém.

 

20. ORAÇÃO AO NOSSO PATRONO

T. Ó São Paulo, /Patrono de nossa Arquidiocese, /discípulo e missionário de Jesus Cristo:/ ensina-nos a acolher a Palavra de Deus / e abre nossos olhos à verdade do Evangelho./ Conduze-nos ao encontro com Jesus, / contagia-nos com a fé que te animou/ e infunde em nós coragem e ardor missionário, / para testemunharmos a todos / que Deus habita esta Cidade imensa /e tem amor pelo seu povo! /Intercede por nós e pela Igreja de São Paulo, / ó santo apóstolo de Jesus Cristo! Amém

 

21. BÊNÇÃO E DESPEDIDA (MR 527)

P. O Deus de bondade, que pelo Filho da Virgem Maria quis salvar o a todos, vos enriqueça com a sua bênção.

T. Amem.

P. Seja-vos dado sentir sempre e por toda parte a proteção da Virgem, por quem recebestes o autor da vida.

T. Amem.

P. A vós, que vos reunistes hoje para celebrar sua solenidade, possais colher a alegria espiritual e o prêmio eterno.

T. Amem.

P. Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai e Filho V e Espírito Santo.

T. Amém.

P. Ide em paz, e o Senhor vos acompanhe.

T. Graças a Deus.

 

22. CANTO FINAL (CO 1248)

1. Santa mãe Maria, nessa travessia cubra-nos teu manto cor de anil. Guarda nossa vida, Mãe Aparecida, Santa padroeira do Brasil.

Ave, Maria! Ave, Maria! (bis)

2. Com amor divino, guarda os peregrinos nesta caminhada para o além. Dá-lhes companhia, pois também um dia foste peregrina de Belém.

3. Mulher peregrina, força feminina a mais importante que existiu. Com justiça queres que nossas mulheres sejam construtoras do Brasil.

 

 

Músicas: • CD Litúrgico VII- Ed. Paulus • Cantos e Orações – Ed. Vozes • Hinário Litúrgico 3 CNBB

 

DIA 15 DE OUTUBRO: DIA DO PROFESSOR

VALORIZE QUEM LHE ENSINOU, PASSO A PASSO,

A SABEDORIA DA VIDA.

 

LEITURAS DA SEMANA: de 13 a 16 de Outubro de 2011

l 5ª-: Rm 3, 21-30; Sl 129 (130), 1-2. 3-4b. 5-6 (R/. 7); Lc 11, 47-54

l 6ª-: Rm 4, 1-8; Sl 31 (32), 1-2. 5. 11 (R/. cf. 7); Lc 12, 1-7

l Sab.: Rm 4, 13.16-18; Sl 104 (105), 6-7. 8-9. 42-43 (R/. 8a); Lc 12, 8-12

l 29ª DTC. Is 45, 1.4-6; Sl 95 (96), 1.2a .3. 4-5. 7-8. 8-10a e c (R/. 7ab); 1Ts 1, 1-5b; Mt 22, 15-21 (O que é de César e o que é de Deus).

 Retirado:http://www.arquidiocesedesaopaulo.org.br/?q=pt-br/node/163

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: