• SÃO PAULO • 9 DE OUTUBRO DE 2011 • ANO 35 • Lt. 07 • Nº 56 • A •

28º DOMINGO DO TEMPO COMUM

 Anim. Deus deseja conceder a vida e a salvação a todos nós, que nos reunimos em nome de Cristo. Neste mês missionário, redobremos nossos esforços para que a Igreja de São Paulo seja, cada vez mais, atuante na evangelização da cidade. Enquanto houver pessoas e grupos refratários ao apelo do Evangelho, nossa missão tem muito ainda que fazer. Movidos por esta preocupação, celebremos com fervor este Domingo e preparemo-nos para comemorar com jubilo, na próxima quarta-feira, a solenidade de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil.

 

 

1. ABERTURA Sl 129(130) (Fx 14)

Exulte de alegria quem busca a Deus, quem busca a Deus, quem busca a Deus, sua face é tudo o que eu queria!

1. Que se abram teus ouvidos ao clamor dos meus pedidos! Se dos erros vais lembrar, quem, Senhor, vai aguentar? Porque há em ti perdão, todos te respeitarão!

2. No Senhor minh’alma espera eu confio em sua palavra. O vigia espera o sol, eu espero o meu Senhor. Seu amor, sua piedade nos libertam da maldade!

3. Ao bondoso Pai cantemos, a Jesus nos confiemos! No Espírito cantemos, uns aos outros consolemos. Ao Deus vivo celebremos e um louvor, contritos, demos!

 

2. SAUDAÇÃO

P. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

T. Amém.

P. A graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco.

T. Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

 

3. ATO PENITENCIAL

P. Irmãos e irmãs, reconheçamos as nossas culpas para celebrarmos dignamente os santos mistérios.

(Silêncio)

T. Confesso a Deus todo-poderoso e a vós, irmãos e irmãs, que pequei muitas vezes por pensamentos e palavras, atos e omissões, por minha culpa, minha tão grande culpa. E peço à Virgem Maria, aos anjos e santos e a vós, irmãos e irmãs, que rogueis por mim a Deus, nosso Senhor.

P. Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna.

T. Amém.

Kyrie

P. Senhor, tende piedade de nós.

T. Senhor, tende piedade de nós.

P. Cristo, tende piedade de nós.

T. Cristo, tende piedade de nós.

P. Senhor, tende piedade de nós.

T. Senhor, tende piedade de nós.

 

4. GLÓRIA (preferencialmente cantado)

P. Glória a Deus nas alturas, T. e paz na terra aos homens por Ele amados. / Senhor Deus, Rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso. / nós vos louvamos, nós vos bendizemos, / nós vos adoramos, nós vos glorificamos, / nós vos damos graças por vossa imensa glória. / Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, / Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. / Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. / Vós que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica. / Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de nós. / Só vós sois o Santo, só vós, o Senhor, / só vós o Altíssimo, Jesus Cristo, / com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai. Amém.

 

5. ORAÇÃO

P.Oremos (silêncio): Ó Deus, sempre nos preceda e acompanhe a vossa graça para que estejamos sempre atentos ao bem que devemos fazer. Por N.S.J.C.

T. Amém.

 

Anim. Com o coração dócil, ouçamos os apelos que as leituras de hoje nos fazem, para que sejamos mais unanimemente envolvidos no projeto da missão.

 

6. PRIMEIRA LEITURA (Is 25,6-10)

Leitura do Livro do Profeta Isaías

6O Senhor dos exércitos dará neste monte,

para todos os povos,

um banquete de ricas iguarias, regado com vinho puro,

servido de pratos deliciosos e dos mais finos vinhos.

7Ele removerá, neste monte,

a ponta da cadeia que ligava todos os povos,

a teia em que tinha envolvido todas as nações.

8O Senhor Deus eliminará para sempre a morte

e enxugará as lágrimas de todas as faces

e acabará com a desonra do seu povo em toda a terra,

o Senhor o disse.

9Naquele dia, se dirá: “Este é o nosso Deus,

esperamos nele, até que nos salvou;

este é o Senhor, nele temos confiado:

vamos alegrar-nos e exultar por nos ter salvo”.

10E a mão do Senhor repousará sobre este monte.

– Palavra do Senhor.

T. Graças a Deus.

 

7. SALMO RESPONSORIAL 22(23)

(HL3, p. 147 – Fx10)

Na casa do Senhor habitarei, eternamente.

1. O Senhor é o pastor que me conduz; não me falta coisa alguma. Para as águas repousantes me encaminha e restaura as minhas forças.

2. Ele me guia no caminho mais seguro, pela honra do seu nome. Mesmo que eu passe pelo vale tenebroso, nenhum mal eu temerei!

3. Preparais à minha frente uma mesa, bem à vista do inimigo e com óleo vós ungis minha cabeça; o meu cálice transborda.

4. Felicidade e todo bem hão de seguir-me por toda a minha vida; e, na casa do Senhor, habitarei pelos tempos infinitos.

 

8. SEGUNDA LEITURA (Fl 4,12-14.19-20)

Leitura da Carta de São Paulo aos Filipenses

Irmãos:

12Sei viver na miséria e sei viver na abundância.

Eu aprendi o segredo de viver em toda e qualquer situação,

estando farto ou passando fome,

tendo de sobra ou sofrendo necessidade.

13Tudo posso naquele que me dá força.

14No entanto, fizestes bem em compartilhar

as minhas dificuldades.

19O meu Deus proverá esplendidamente com sua riqueza

a todas as vossas necessidades, em Cristo Jesus.

20Ao nosso Deus e Pai,

a glória pelos séculos dos séculos. Amém.

-Palavra do Senhor.

T. Graças a Deus.

 

9. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO (Fx11)

Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia. (bis)

Que o Pai do Senhor, do Senhor Jesus Cristo nos dê do saber, do saber o Espírito, conheçamos, assim, assim, a esperança à qual nos chamou, nos chamou, como herança!

 

10. EVANGELHO (Mt 22,1-14)

P. O Senhor esteja convosco.

T. Ele está no meio de nós.

P. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus.

T. Glória a vós, Senhor.

P. Naquele tempo,

1Jesus voltou a falar em parábolas

aos sumos sacerdotes e aos anciãos do povo, dizendo:

2 “O Reino dos céus é como a história do rei

que preparou a festa de casamento do seu filho.

3E mandou os seus empregados

para chamar os convidados para a festa,

mas estes não quiseram ir.

4O rei mandou outros empregados, dizendo:

‘Dizei aos convidados: já preparei o banquete,

os bois e os animais cevados já foram abatidos

e tudo está pronto. Vinde para a festa!’

5Mas os convidados não deram a menor atenção:

um foi para o seu campo, outro para os seus negócios,

6outros agarraram os empregados,

bateram neles e os mataram.

7O rei ficou indignado e mandou suas tropas

para matar aqueles assassinos e incendiar a cidade deles.

8Em seguida, o rei disse aos empregados:

‘A festa de casamento está pronta,

mas os convidados não foram dignos dela.

9Portanto, ide até às encruzilhadas dos caminhos

e convidai para a festa todos os que encontrardes’.

10Então os empregados saíram pelos caminhos

e reuniram todos os que encontraram, maus e bons.

E a sala da festa ficou cheia de convidados.

11Quando o rei entrou para ver os convidados,

observou ali um homem que não estava usando traje de festa

12e perguntou-lhe: ‘Amigo,

como entraste aqui sem o traje de festa?’

Mas o homem nada respondeu.

13Então o rei disse aos que serviam:

‘Amarrai os pés e as mãos desse homem

e jogai-o fora, na escuridão!

Ali haverá choro e ranger de dentes’.

14Por que muitos são chamados, e poucos são escolhidos”.

– Palavra da Salvação.

T. Glória a vós, Senhor.

 

11. HOMILIA

 

12. PROFISSÃO DE FÉ

P. Creio em Deus Pai todo-poderoso / T. criador do céu e da terra,/ e em Jesus Cristo seu único Filho, nosso Senhor, / que foi concebido pelo poder do Espírito Santo; /nasceu da Virgem Maria;/ padeceu sob Pôncio Pilatos, / foi crucificado, morto e sepultado. / Desceu à mansão dos mortos; /ressuscitou ao terceiro dia, / subiu aos céus; / está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, / donde há de vir a julgar os vivos e os mortos. / Creio no Espírito Santo; / na Santa Igreja Católica; / na comunhão dos santos; / na remissão dos pecados; / na ressurreição da carne; / na vida eterna.

Amém.

 

13. ORAÇÃO DOS FIÉIS

P. O Senhor nos convidou ao banquete do seu Reino. Peçamos a Ele a ajuda necessária para vivermos de acordo com esta dignidade. Rezemos juntos:

T. Atendei, Senhor, ao nosso clamor.

1. Ó Pai bondoso, fazei da Igreja um sinal permanente do Banquete do Reino.

2. Ajudai-nos a acolher com generosidade os pobres, os pequenos e os desamparados.

3. Revesti-nos com a veste da santidade.

4. Revigorai nossas forças para atuarmos na luta pela paz.

5. Abençoai a nossa Pastoral do Dízimo e os dizimistas desta comunidade.

6. Fazei-nos fiéis devotos de nossa Padroeira, a Senhora Aparecida.

 (outras intenções comunitárias)

P. Tudo isso vos pedimos, ó Pai, por Cristo, nosso Senhor.

T. Amém.

 

14. APRESENTAÇÃO DAS OFERENDAS

(Fx 12)

1. Bendito seja Deus Pai, do universo criador, pelo pão que nós recebemos, foi de graça e com amor.

O homem que trabalha faz a terra produzir. O trabalho multiplica os dons que nós vamos repartir.

2. Bendito seja Deus Pai, do universo o criador, pelo vinho que nós recebemos, foi de graça e com amor.

3. E nós participamos da construção do mundo novo. Com Deus, que jamais despreza nossa imensa pequenez.

 

15. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS

P. Orai, irmãos e irmãs…

T. Receba o Senhor por tuas mãos este sacrifício, para glória do seu nome, para nosso bem e de toda a santa Igreja.

P. Acolhei, ó Deus, com estas oferendas, as preces dos vossos fiéis, para que o nosso culto filial nos leve à glória do céu. Por Cristo, nosso Senhor.

T. Amém.

 

16. ORAÇÃO EUCARÍSTICA II

(MR, p. 477 Pref. VI – MR. p. 433)

P. O Senhor esteja convosco.

T. Ele está no meio de nós.

P. Corações ao alto.

T. O nosso coração está em Deus.

P. Demos graças ao Senhor nosso Deus.

T. É nosso dever e nossa salvação.

P. Na verdade, é justo e necessário, é nosso dever e salvação dar-vos graças, sempre e em todo o lugar, Senhor, Pai santo, Deus eterno e todo-poderoso. Em vós vivemos, nos movemos e somos. E, ainda peregrinos neste mundo, não só recebemos, todos os dias, as provas de vosso amor de Pai, mas também possuímos, já agora, a garantia da vida futura. Possuindo as primícias do Espírito, por quem ressuscitastes Jesus dentre os mortos, esperamos gozar, um dia, a plenitude da Páscoa eterna. Por essa razão, com os anjos e com todos os santos, entoamos um cântico novo, para proclamar vossa bondade, cantando (dizendo) a uma só voz:

T. Santo,Santo, Santo…

CP. Na verdade, ó Pai, vós sois santo e fonte de toda santidade.

CC. Santificai, pois, estas oferendas, derramando sobre elas o vosso Espírito, a fim de que se tornem para nós o Corpo V e o Sangue de Jesus Cristo, vosso Filho e Senhor nosso.

T. Santificai nossa oferenda, ó Senhor!

Estando para ser entregue e abraçando livremente a paixão, ele tomou o pão, deu graças e o partiu e deu a seus discípulos, dizendo:

TOMAI, TODOS, E COMEI: ISTO É O MEU CORPO, QUE SERÁ ENTREGUE POR VÓS.

Do mesmo modo, ao fim da ceia, ele tomou o cálice em suas mãos, deu graças novamente, e o deu a seus discípulos, dizendo:

TOMAI, TODOS, E BEBEI: ESTE É O CÁLICE DO MEU SANGUE, O SANGUE DA NOVA E ETERNA ALIANÇA, QUE SERÁ DERRAMADO POR VÓS E POR TODOS, PARA REMISSÃO DOS PECADOS. FAZEI ISTO EM MEMÓRIA DE MIM.

Eis o mistério da fé!

T. Anunciamos, Senhor, a vossa morte e proclamamos a vossa ressurreição. Vinde, Senhor Jesus!

CC. Celebrando, pois, a memória da morte e ressurreição do vosso Filho, nós vos oferecemos, ó Pai, o pão da vida e o cálice da salvação; e vos agradecemos porque nos tornastes dignos de estar aqui na vossa presença e vos servir.

T. Recebei, ó Senhor, a nossa oferta!

E nós vos suplicamos que, participando do Corpo e Sangue de Cristo, sejamos reunidos pelo Espírito Santo num só corpo.

T. Fazei de nós um só corpo e um só espírito!

1C. Lembrai-vos, ó Pai, da vossa Igreja que se faz presente pelo mundo inteiro: que ela cresça na caridade, com o Papa Bento, com o nosso bispo Odilo e todos os ministros do vosso povo.

T. Lembrai-vos, ó Pai da vossa Igreja!

2C. Lembrai-vos também dos nossos irmãos e irmãs que morreram na esperança da ressurreição e de todos os que partiram desta vida: acolhei-os junto a vós na luz da vossa face.

T. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos!

3C. Enfim, nós vos pedimos, tende piedade de todos nós e dai-nos participar da vida eterna, com a Virgem Maria, Mãe de Deus, com os santos Apóstolos e todos os que neste mundo vos serviram, a fim de vos louvarmos e glorificarmos por Jesus Cristo, vosso Filho.

T. Concedei-nos o convívio dos eleitos!

CP ou CC. Por Cristo, com Cristo e em Cristo, a vós, Deus Pai todo-poderoso, na unidade do Espírito Santo, toda a honra e toda a glória, agora e para sempre.

T. Amém.

 

17. RITO DA COMUNHÃO

P. Rezemos com amor e confiança a oração que o Senhor nos ensinou:

T. Pai nosso que estais nos céus, santificado seja o vosso nome; venha a nós o vosso Reino, seja feita a vossa vontade assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal.

P. Livrai-nos de todos os males, ó Pai, e dai-nos hoje a vossa paz. Ajudados pela vossa misericórdia, sejamos sempre livres do pecado e protegidos de todos os perigos, enquanto, vivendo a esperança, aguardamos a vinda do Cristo Salvador.

T. Vosso é o reino, o poder e a glória para sempre!

P. Senhor Jesus Cristo, dissestes aos vossos Apóstolos: Eu vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz. Não olheis os nossos pecados, mas a fé que anima a vossa Igreja; dai-lhe, segundo o vosso desejo, a paz e a unidade. Vós que sois Deus, com o Pai e o Espírito Santo.

T. Amém.

P. A paz do Senhor esteja sempre convosco.

T. O amor de Cristo nos uniu.

P. Irmãos e irmãs, saudai-vos em Cristo Jesus.

T. Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. / Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. / Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, dai-nos a paz.

P. Felizes os convidados para a Ceia do Senhor. Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.

T. Senhor, eu não sou digno(a) de que entreis em minha morada, mas dizei uma palavra e serei salvo(a).

 

18. CANTO DE COMUNHÃO (Fx 13 )

Um rei fez um grande banquete, o povo já foi convidado. A mesa já está preparada, já foi um cordeiro imolado.

1. Eu me sinto feliz, perto de Deus, em achar um abrigo no Senhor.

2. Eu, agora, estarei, sempre, com ele, pois, me veio trazendo pela mão.

3. Vosso plano de amor me vai guiando, para chegar, finalmente, em vossa glória.

4. Quem se afasta de vós, nada consegue, quem se alegra sem vós, não é feliz.

5. Vou cantar a bondade do Senhor pelas ruas e praças da cidade.

 

19. ORAÇÃO APÓS A COMUNHÃO

P. Oremos (silêncio): Ó Deus todo-poderoso, nós vos pedimos humildemente que, alimentando-nos com o Corpo e o Sangue de Cristo, possamos participar da vossa vida. Por Cristo, nosso Senhor.

T. Amém.

 

20. ORAÇÃO AO NOSSO PATRONO

Ó São Paulo, /Santo Patrono de nossa Arquidiocese, /discípulo e missionário de Jesus Cristo:/ ensina-nos a acolher a Palavra de Deus / e abre nossos olhos à verdade do Evangelho./ Conduze-nos ao encontro com Jesus, / contagia-nos com a fé que te animou/ e infunde em nós coragem e ardor missionário, / para testemunharmos a todos / que Deus habita esta Cidade imensa /e tem amor pelo seu povo! /Intercede por nós e pela Igreja de São Paulo, / ó santo apóstolo de Jesus Cristo! Amém.

 

21. BÊNÇÃO E DESPEDIDA : TC III

P. Deus todo-poderoso vos abençoe na sua bondade e infunda em vós a sabedoria da salvação.

T. Amém.

P. Sempre vos alimente com os ensinamentos da fé e vos faça perseverar nas boas obras.

T. Amém.

P. Oriente para ele os vossos passos, e vos mostre o caminho da caridade e da paz.

T. Amém.

P. Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai e Filho V e Espírito Santo.

T. Amém.

P. Ide em paz, e o Senhor vos acompanhe.

T. Graças a Deus.

 

22. CANTO FINAL (CD CF 2005 – Fx 16)

1. Vibra uma canção * de esperança e alegria. * Surge no horizonte * O raiar de um novo dia.

Canta, dança, entra na festa, * Sente a alegria de viver. * Olha o céu sorrindo, * Vê a beleza deste renascer. * Canta, dança nesta ciranda, * Sonha de novo sem temer. * Vai à cidade, * leva a notícia deste amanhecer.

2. No olhar do povo * Brincam risos de criança. * Mãos se entrelaçam, * recriando a confiança.

3. Livre canta o vento * Boa nova de amizade. * Brilha a paz na terra, * nasce nova humanidade.

 

OPCIONAL

(HL3, p.441; VC, nº442 -CO795)

1. Quero ouvir teu apelo, Senhor, * ao teu chamado de amor responder. * Na alegria te quero servir, * e anunciar o teu Reino de Amor!

E pelo mundo eu Vou, cantando teu Amor, * pois disponível estou, * para servir-te Senhor! (bis)

2. Dia a dia, tua graça me dás, * nela se apoia o meu caminhar. * Se estás a meu lado, Senhor, * o que, então, podereis eu temer?

 

Músicas: • CD Litúrgico VII- Ed. Paulus • Cantos e Orações – Ed. Vozes • Hinário Litúrgico 3 CNBB

 

 

LEITURAS DA SEMANA: de 10 a 12 de Outubro de 2011

 

l2ª-: Rm 1, 1-7; Sl 97 (98), 1-2. 3ab. 3cd-4 (R/. 2a); Lc 11, 29-32 

l3ª-:Rm 1, 16-25; Sl 18 (19), 2-3. 4-5 (R/. 2a); Lc 11, 37-41

l4ª-: Est 5, 1b-2; 7, 2b-3; Sl 44 (45), 11-12a. 12b-13. 14-15a.; 15b-16(R/. 11 e 12a); Ap 12, 1. 5. 13a. 15-16ª; Jo 2, 1-11 (Bodas de Caná)

Retirado:http://www.arquidiocesedesaopaulo.org.br/?q=pt-br/node/163

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: