• SÃO PAULO • 24 DE DEZEMBRO DE 2011 • ANO 36 • Lt. 01 • Nº 05 • B •

NATAL DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO

(MISSA DA NOITE)

 

Anim. Nesta noite, celebramos o nascimento de Jesus. Nossos corações se voltam a Belém para adorar o Menino do Presépio, em quem se concentra a esperança da humanidade. Por isso, esta noite é clara como o dia, pois o Menino que hoje nasceu é a Luz que ilumina os povos e liberta todos os prisioneiros da morte. Cantemos juntamente com os anjos, celebrando o cumprimento da promessa de Deus.

 

 

 

1. ACOLHIDA (Sl 2) Fx1

1. Reis e nações se amotinam e tramam, por quê? * E vão contra o Senhor e o Messias, por quê? * Deles se ri e aborrece o Senhor, e ouvirão: * “Fui eu quem consagrei o meu Rei em Sião!”

Glória ao Senhor, nas alturas, sem cessar, * Glória ao Senhor, terra inteira a cantar (bis)

2. Vou proclamar o decreto que vem do Senhor, * o que disse o Senhor e dizer me mandou: * “Tu és meu Filho, meu Filho, a Ti hoje eu gerei, * Tu me pedes e eu as nações te darei!”

3. Cetro de ferro nas mãos, as nações regerás, * como um pote de barro as despedaçarás! * Reis e Juízes da terra, guiar-vos deixai, ao Senhor com temor lhe servi e honrai!

4. Não o irriteis, sua raiva será perdição! * Bem felizes aqueles que  n’Ele estão! * Glória ao Pai pelo Filho no Espírito, amor, * ao que vem nesta noite, da Igreja o louvor!

 

2. SAUDAÇÃO

P. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

T. Amém.

P. Que a graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco.

T. Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

 

3. ATO PENITENCIAL

P. Para celebrar dignamente o nascimento do Salvador e festejarmos devidamente sua presença entre nós, reconheçamos os nossos pecados.

(Momento de silêncio)

P. Confessemos os nossos pecados:

T. Confesso a Deus todo-poderoso e a vós, irmãos e irmãs, que pequei muitas vezes por pensamentos e palavras, atos e omissões, por minha culpa, minha tão grande culpa. E peço à Virgem Maria, aos anjos e santos e a vós, irmãos e irmãs, que rogueis por mim a Deus, nosso Senhor.

P. Deus todo-poderoso…

T. Amém.

 

Kyrie

P. Senhor, tende piedade de nós.

T. Senhor, tende piedade de nós.

P. Cristo, tende piedade de nós.

T. Cristo, tende piedade de nós.

P. Senhor, tende piedade de nós.

T. Senhor, tende piedade de nós.

 

4. GLÓRIA (preferencialmente cantado)

P. Glória a Deus nas alturas, T. e paz na terra aos homens por Ele amados. / Senhor Deus, Rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso. / nós vos louvamos, nós vos bendizemos, / nós vos adoramos, nós vos glorificamos, / nós vos damos graças por vossa imensa glória. / Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, / Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. / Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. / Vós que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica. / Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de nós. / Só vós sois o Santo, só vós, o Senhor, / só vós o Altíssimo, Jesus Cristo, / com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai. Amém.

 

5. ORAÇÃO

P. Oremos (silêncio): Ó Deus, que fizestes resplandecer esta noite santa com a claridade da verdadeira luz, concedei que, tendo vislumbrado na terra este mistério, possamos gozar no céu sua plenitude. Por N.S.J.C.

T. Amém.

Anim. Nesta noite luminosa, ouçamos as leituras que proclamam a chegada do tempo da redenção.

 

6. PRIMEIRA LEITURA  (Is 9,1-6)

Leitura do Livro do Profeta Isaías

1O povo, que andava na escuridão, viu uma grande luz; para os que habitavam nas sombras da morte, uma luz resplandeceu. 2Fizeste crescer a alegria, e aumentaste a felicidade; todos se regozijam em tua presença como alegres ceifeiros na colheita, ou como exaltados guerreiros ao dividirem os despojos. 3Pois o jugo que oprimia o povo – a carga sobre os ombros, o orgulho dos fiscais – tu os abateste como na jornada de Madiã. 4Botas de tropa de assalto, trajes manchados de sangue, tudo será queimado e devorado pelas chamas. 5Porque nasceu para nós um menino, foi-nos dado um filho;  ele traz aos ombros a marca da realeza; o nome que lhe foi dado é: Conselheiro admirável, Deus forte, Pai dos tempos futuros, Príncipe da paz. 6Grande será o seu reino e a paz não há de ter fim sobre o trono de Davi e sobre o seu reinado, que ele irá consolidar e confirmar em justiça e santidade, a partir de agora e para todo o sempre. O amor zeloso do Senhor dos exércitos há de realizar estas coisas.

– Palavra do Senhor.

T. Graças a Deus.

 

7. SALMORESPONSORIAL Sl 95 (96) Fx2

Resplandeceu a luz sobre nós * porque nasceu Cristo, o Salvador. (bis)

1. Cantai ao Senhor Deus um canto novo, * cantai ao Senhor Deus, ó terra inteira! * Cantai e bendizei seu Santo nome!

2. Foi o Senhor  e nosso Deus que fez os céus: Diante dele vão a glória e a majestade, * e o seu templo, que beleza e esplendor!

3. Oferecei um sacrifício nos seus átrios, * adorai-o no esplendor da santidade, * terra inteira, estremecei diante dele!

4. Ó família das nações, daí ao Senhor, * ó nações, daí ao Senhor poder e glória, * dai-lhe a glória que é devida ao seu nome!

 

8. SEGUNDA LEITURA (Tt 2,11-14)

Leitura da Carta de São Paulo a Tito.

Caríssimo: 11A graça de Deus se manifestou trazendo salvação para todos os homens. 12Ela nos ensina a abandonar a impiedade e as paixões mundanas e a viver neste mundo com equilíbrio, justiça e piedade 13aguardando a feliz esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador, Jesus Cristo. 14Ele se entregou por nós, para nos resgatar de toda maldade e purificar para si um povo que lhe pertença e que se dedique a praticar o bem.

– Palavra do Senhor.

T. Graças a Deus.

 

9. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO  Fx3

Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia (bis)

Eu vos trago a Boa Nova de uma grande alegria: * É que hoje vos nasceu o Salvador, Cristo o Senhor.

 

10. EVANGELHO (Lc 2,1-14)

P. O Senhor esteja convosco.

T. Ele está no meio de nós.

P. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas.

T. Glória a vós, Senhor.

P. 1Aconteceu que, naqueles dias, César Augusto publicou um decreto, ordenando o recenseamento de toda a terra. 2Este primeiro recenseamento foi feito quando Quirino era governador da Síria. 3Todos iam registrar-se cada um na sua cidade natal. 4Por ser da família e descendência de Davi, José subiu da cidade de Nazaré, na Galiléia, até a cidade de Davi, chamada Belém, na Judéia, 5para registrar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida. 6Enquanto estavam em Belém, completaram-se os dias para o parto, 7e Maria deu à luz o seu filho primogênito. Ela o enfaixou e o colocou na manjedoura, pois não havia lugar para eles na hospedaria. 8Naquela região havia pastores que passavam a noite nos campos, tomando conta do seu rebanho. 9Um anjo do Senhor apareceu aos pastores, a glória do Senhor os envolveu em luz, e eles ficaram com muito medo. 10O anjo, porém, disse aos pastores: “Não tenhais medo! Eu vos anuncio uma grande alegria, que o será para todo o povo: 11Hoje, na cidade de Davi, nasceu para vós um Salvador, que é o Cristo Senhor. 12Isto vos servirá de sinal: Encontrareis um recém-nascido envolvido em faixas e deitado numa manjedoura”. 13E, de repente, juntou-se ao anjo uma multidão da corte celeste. Cantavam louvores a Deus, dizendo: 14“Glória a Deus no mais alto dos céus, e paz na terra aos homens por ele amados”.

– Palavra da Salvação.

T. Glória a vós, Senhor.

11. HOMILIA

 

12. PROFISSÃO DE FÉ

P. Creio em Deus Pai todo-poderoso / T. criador do céu e da terra,/ e em Jesus Cristo seu único Filho, nosso Senhor, / que foi concebido pelo poder do Espírito Santo; /nasceu da Virgem Maria;/ padeceu sob Pôncio Pilatos, / foi crucificado, morto e sepultado. / Desceu à mansão dos mortos; /ressuscitou ao terceiro dia, / subiu aos céus; / está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, / donde há de vir a julgar os vivos e os mortos. / Creio no Espírito Santo; / na Santa Igreja Católica; / na comunhão dos santos; / na remissão dos pecados; / na ressurreição da carne; / na vida eterna.

Amém.

 

13. ORAÇÃO DOS FIÉIS

P. Irmãos e irmãs, invoquemos a Deus, nosso Pai, para que a luz desta noite brilhe em todos os corações, dissipando as trevas do ódio e reconciliando a humanidade ferida pelo pecado. Rezemos juntos, dizendo:

T. Resplandeça a luz de Cristo em nossos corações.

1. Ó Pai, abençoai a Igreja, que nesta noite se coloca junto ao Presépio de Belém.

2. Renovai as esperanças, a fim de que esta noite traga um novo começo para a humanidade.

3. Dai-nos forças para defender a vida onde ela é esmagada e preservar o amor onde ele faz morada.

4. Ajudai-nos a imitar Maria, vivendo o Natal todos os dias.

(Outras preces da comunidade)

P. Tudo isto, vos pedimos, ó Pai, por Cristo, nosso Senhor.

T. Amém.

14.  APRESENTAÇÃO DAS OFERENDAS Fx4

1. Cristãos, vinde todos, com alegres cantos * Oh! Vinde, oh! Vinde até Belém. * Vede nascido vosso Rei eterno.

Oh! Vinde adoremos! * Oh! Vinde adoremos! * Oh! Vinde adoremos o Salvador!

2. Humildes pastores deixam seus rebanhos * e alegres acorrem ao Rei do céu: * Nós igualmente, cheios de alegria.

3. O Deus invisível de eternal grandeza, * sob véus de humildade, podemos ver. * Deus pequenino, Deus envolto em faixas!

4. Nasceu em pobreza, repousando em palhas, o nosso afeto lhe vamos dar. * Tanto amou-nos! Quem não há de amá-lo?

5. A estrela do Oriente conduziu os Magos * e a este mistério envolve em luz * tal claridade, também, seguiremos.

 

15. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS

P. Orai, irmãos e irmãs, para que o nosso sacrifício seja aceito por Deus Pai todo-poderoso.

T. Receba o Senhor por tuas mãos este sacrifício, para glória do seu nome, para nosso bem e de toda a santa Igreja.

P. Acolhei, ó Deus, a oferenda da festa de hoje, na qual o céu e a terra trocam os seus dons, e dai-nos participar da divindade daquele que uniu a vós a nossa humanidade. Por Cristo, nosso Senhor.

T. Amém.

 

16. ORAÇÃO EUCARÍSTICA I

(Prefácio do Natal do Senhor, I)

P. O Senhor esteja convosco.

T. Ele está no meio de nós.

P. Corações ao alto.

T. O nosso coração está em Deus.

P. Demos graças ao Senhor nosso Deus.

T. É nosso dever e nossa salvação.

P. Na verdade, é justo e necessário, é nosso dever e salvação dar-vos graças, sempre e em todo lugar, Senhor,  Pai santo, Deus eterno e todo-poderoso. No mistério da encarnação de vosso Filho, nova luz da vossa glória brilhou para nós. E, reconhecendo a Jesus como Deus visível a nossos olhos, aprendemos a amar nele a divindade que não vemos. Por ele os anjos celebram vossa grandeza e os santos proclamam vossa glória. Concedei-nos também a nós associar-nos a seus louvores, cantando (dizendo) a uma só voz:

Santo, santo, santo…

CP. Pai de misericórdia, a quem sobem nossos louvores, nós vos pedimos por Jesus Cristo, vosso Filho e Senhor nosso, que abençoeis V estas oferendas apresentadas ao vosso altar.

T. Abençoai nossa oferenda, ó Senhor!

Nós as oferecemos pela vossa Igreja santa e católica: concedei-lhe paz e proteção, unindo-a num só corpo e governando-a por toda a terra. Nós as oferecemos também pelo vosso servo, o Papa Bento, por nosso Bispo Odilo, e por todos os que guardam a fé que receberam dos apóstolos.

T. Conservai a vossa Igreja sempre unida.

1C Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos e filhas…, e de todos os que circundam este altar, dos quais conheceis a fidelidade e a dedicação em vos servir. Eles vos oferecem conosco este sacrifício de louvor por si e por todos os seus, e elevam a vós as suas preces para alcançar o perdão de suas faltas, a segurança em suas vidas e a salvação que esperam.

T. Lembrai-vos, ó Pai, de vossos filhos!

2C. Em comunhão com toda a Igreja, celebramos a noite santa em que a Virgem Maria deu ao mundo o Salvador. Veneramos também a mesma Virgem Maria e seu esposo São José, os santos Apóstolos e Mártires: Pedro e Paulo, André… e todos os vossos Santos. Por seus méritos e preces concedei-nos sem cessar a vossa proteção.

T. Em comunhão com toda a Igreja aqui estamos!

CP. Recebei, ó Pai, com bondade, a oferenda dos vossos servos e de toda a vossa família; dai-nos sempre a vossa paz, livrai-nos da condenação e acolhei-nos entre os vossos eleitos.

CC. Dignai-vos, ó Pai, aceitar e santificar estas oferendas, a fim de que se tornem para nós o Corpo e o Sangue de Jesus Cristo vosso Filho e Senhor nosso.

T. Santificai nossa oferenda, ó Senhor!

Na noite em que ia ser entregue, ele tomou o pão em suas mãos, elevou os olhos a vós, ó Pai, deu graças e o partiu e deu a seus discípulos, dizendo:

TOMAI, TODOS, E COMEI: ISTO É O MEU CORPO, QUE SERÁ ENTREGUE POR VÓS.

Do mesmo modo, ao fim da ceia, ele tomou o cálice em suas mãos, deu graças novamente, e o deu a seus discípulos, dizendo:

TOMAI, TODOS, E BEBEI: ESTE É O CÁLICE DO MEU SANGUE, O SANGUE DA NOVA E ETERNA ALIANÇA, QUE SERÁ DERRAMADO POR VÓS E POR TODOS, PARA REMISSÃO DOS PECADOS. FAZEI ISTO EM MEMÓRIA DE MIM.

Eis o mistério da fé!

T. Salvador do mundo, salvai-nos, vós que nos libertastes pela cruz e ressurreição.

CC. Celebrando, pois, a memória da paixão do vosso Filho, da sua ressurreição dentre os mortos e gloriosa ascensão aos céus, nós, vossos servos, e também vosso povo santo, vos oferecemos, ó Pai, dentre os bens que nos destes, o sacrifício perfeito e santo, pão da vida eterna e cálice da salvação.

T. Recebei, ó Senhor, a nossa oferta!

Recebei, ó Pai, esta oferenda, como recebestes a oferta de Abel, o sacrifício de Abraão e dos dons de Melquisedeque.

Nós vos suplicamos que ela seja levada à vossa presença, para que, ao participarmos deste altar, recebendo o Corpo e o Sangue de vosso Filho, sejamos repletos de todas as graças e bênçãos do céu.

T. Recebei, ó Senhor, a nossa oferta!

3C. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos e filhas N. e N. que partiram desta vida, marcados com o sinal da fé. A eles, e a todos os que adormeceram no Cristo, concedei a felicidade, a luz e a paz.

T. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos!

4C. E a todos nós pecadores, que confiamos na vossa imensa misericórdia, concedei, não por nossos méritos, mas por vossa bondade, o convívio dos Apóstolos e Mártires: João Batista e Estevão, Matias e Barnabé … e todos os vossos santos. Por Cristo, Senhor nosso.

T. Concedei-nos o convívio dos eleitos!

Por ele não cessais de criar e santificar estes bens e distribuí-los entre nós.

CP ou CC. Por Cristo, com Cristo e em Cristo, a vós, Deus Pai todo-poderoso, na unidade do Espírito Santo, toda a honra e toda a glória, agora e para sempre.

T. Amém.

17. RITO DA COMUNHÃO

P. Obedientes à palavra do Salvador e formados por seu divino ensinamento, ousamos dizer:

T. Pai nosso…

P. Livrai-nos de todos os males…

T. Vosso é o reino, o poder e a glória para sempre.

P. Senhor Jesus Cristo, …

T. Amém.

P. A paz do Senhor esteja sempre convosco.

T. O amor de Cristo nos uniu.

P. Irmãos e irmãs, saudai-vos em Cristo Jesus.

T. Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. / Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. / Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, dai-nos a paz.

P. Felizes os convidados para a Ceia do Senhor. Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.

T. Senhor, eu não sou digno(a) de que entreis em minha morada, mas dizei uma palavra e serei salvo(a).

 

18. CANTO DE COMUNHÃO Fx 5

Da cepa brotou a rama, * da rama brotou a flor, * da flor nasceu Maria, * de Maria o Salvador. (bis)

1. O Espírito de Deus sobre Ele pousará, * de saber, de entendimento este Espírito será. * De conselho e fortaleza, de ciência e de temor, * achará sua alegria no temor do seu Senhor.

2. Não será pela ilusão do olhar, do ouvir falar, * que Ele irá julgar os homens, como é praxe acontecer… * Mas os pobres desta terra com justiça julgará * e dos fracos o direito ele é quem defenderá.

3. A palavra de sua boca ferirá o violento * e o sopro de seus lábios matará o avarento. * A justiça é o cinto que circunda sua cintura * e o manto da lealdade é a sua vestidura.

4. Neste dia, neste dia o incrível, verdadeiro, * coisa que nunca se viu, morar lobo com cordeiro…. * a comer do mesmo pasto tigre, boi, burro e leão, * por um menino guiados se confraternizarão.

5. Um menino, uma criança com as feras a brincar * e nenhum mal, nenhum dano mais na terra se fará… * Da ciência do Senhor cheio o mundo estará, * como o sol inunda a terra e as águas enchem o mar.

6. Neste dia, neste dia, o Senhor estenderá * Sua mão libertadora, pra seu Povo resgatar. * Estandarte para os povos o Senhor levantará. * A seu povo, a sua Igreja toda a terra acorrerá.

19. ORAÇÃO APÓS A COMUNHÃO

P. Oremos (silêncio):  Senhor nosso Deus, ao celebrarmos com alegria o Natal do nosso salvador, dai-nos alcançar, por uma vida santa seu eterno convívio. Por Cristo, nosso Senhor.

T. Amém.

20. BÊNÇÃO E DESPEDIDA: MR 520

P. O Senhor esteja convosco.

T. Ele está no meio de nós.

P. O Deus de infinita bondade, que, pela encarnação do seu Filho, expulsou as trevas do mundo e, com seu glorioso nascimento, transfigurou esta noite santa, expulse dos vossos corações as trevas dos vícios e vos transfigure com a luz das virtudes.

T. Amém.

P. Aquele que anunciou aos pastores pelo Anjo a grande alegria do nascimento do Salvador derrame em vossos corações a sua alegria e vos torne mensageiros do Evangelho.

T. Amém.

P. Aquele que, pela encarnação de seu Filho, uniu a terra ao céu, vos conceda sua paz e seu amor, e vos torne participantes da Igreja celeste.

T. Amém.

P. Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai e Filho V e Espírito Santo.

T. Amém.

P. Ide em paz e o Senhor vos acompanhe.

T. Graças a Deus.

 

21. CANTO FINAL (HL 1, p.83)

1. Noite feliz! Noite feliz! * O Senhor, Deus de amor, * pobrezinho nasceu em Belém; * eis na lapa Jesus, nosso bem. * Dorme em paz, ó Jesus, * dorme em paz, ó Jesus.

2. Noite feliz! Noite feliz! * Ó Jesus, Deus da luz, * quão afável é teu coração, * que quiseste nascer nosso irmão, * e a nós todos salvar, * e a nós todos salvar.

3. Noite feliz! Noite feliz! * Eis que no ar vêm cantar * aos pastores os anjos dos céus, * anunciando a chegada de Deus, * de Jesus Salvador, * de Jesus Salvador.

 

 

Músicas:   • CD Litúrgico V -NATAL – Ed. Paulus • Cantos e Orações – Ed. Vozes • Hinário Litúrgico 1 CNBB

 

LEITURAS de 25 de Dezembro de  2011

DOMINGO. NATAL

l 1ª Missa: Is 9, 1-6; Sl 95 (96), 1-2ª. 2b-3. 11-12. 13 (R/. Lc 2, 11); Tt 2, 11-14; Lc 2, 1-14

l 2ª Missa: Is 62, 11-12; Sl 96 (97), 1 e 6. 11-12 (R/. Brilha hoje uma luz sobre nos, pois nasceu para nos o Senhor).; Tt 3, 4-7; Lc 2, 15-20

l 3ª Missa: Is 52, 7-10; Sl 97 (98), 1. 2-3ªb. 3cd-4. 5-6 (R/. 3cd); Hb 1, 1-6; Jo 1, 1-18

Retirado:http://www.arquidiocesedesaopaulo.org.br/?q=node/163

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: