• SÃO PAULO • 25 DE DEZEMBRO DE 2011 • ANO 36 • Lt. 01 • Nº 06 • B •

NATAL DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO

(MISSA Do dia)

 

 

Anim. Hoje, a alegria que dominou o coração dos que acorreram ao Presépio seguindo a estrela de Belém domine os nossos  corações também,  que festejamos o Natal do Senhor. Jesus é a Palavra eterna que  fecundou a história humana com o  amor divino,  e a sua glória habitou entre nós, trazendo a paz e a resposta a todas as nossas aflições. É com jubilo, pois, que celebramos a liturgia de Natal!

 

 

 

1. ABERTURA Sl 98(97) Fx6

Nasceu-nos hoje um menino, * e um Filho nos foi doado, * grande é este pequenino, * Rei da paz será chamado.*//Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia!//

1. Cantai, cantai ao Senhor * um canto novo, um louvor! * Por maravilha tão grande, * um canto novo, um louvor! * Por tal vitória e poder, * um canto novo, um louvor! * Por um amor tão fiel, * um canto novo, um louvor!

2. A salvação resplendeu, * um canto novo, um louvor! * Justiça apareceu, * um canto novo, um louvor! * Toda a terra contemplou, * um canto novo, um louvor! * Com alegria aplaudiu, * um canto novo, um louvor!

3. Clarins, violões, tocai * um canto novo, um louvor! * Ao rei Senhor aclamai, * um canto novo, um louvor! * Cante o mar, o universo * um canto novo, um louvor! * Na presença do Senhor, * um canto novo, um louvor!

4. Ao justo juiz que vem * um canto novo, um louvor! * Por todo sempre, amém, * um canto novo, um louvor! * Glória ao Pai, por seu Filho, * um canto novo, um louvor! * A quem no Espírito vem, * um canto novo, um louvor!

 

2. SAUDAÇÃO

P. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

T. Amém.

P. Que a graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco.

T. Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

 

3. ATO PENITENCIAL

P. Ao comemorarmos o nascimento de Jesus, inclinemos nossas frontes em sincera adoração, e com humildade peçamos perdão de nossas faltas, para celebrarmos dignamente o Natal.

(Momento de silêncio)

P. Senhor, Filho de Deus, que, nascendo da Virgem Maria, vos fizestes nosso irmão, tende piedade de nós.

T. Senhor, tende piedade de nós.

P. Cristo, Filho do Homem, que conheceis e compreendeis nossa fraqueza, tende piedade de nós.

T. Cristo, tende piedade de nós.

P. Senhor, Filho primogênito do Pai, que fazeis de nós uma só família, tende piedade de nós.

T. Senhor, tende piedade de nós.

P. Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna.

T. Amém.

 

4. GLÓRIA (preferencialmente cantado)

P. Glória a Deus nas alturas, T. e paz na terra aos homens por Ele amados. / Senhor Deus, Rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso. / nós vos louvamos, nós vos bendizemos, / nós vos adoramos, nós vos glorificamos, / nós vos damos graças por vossa imensa glória. / Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, / Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. / Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. / Vós que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica. / Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de nós. / Só vós sois o Santo, só vós, o Senhor, / só vós o Altíssimo, Jesus Cristo, / com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai. Amém.

 

5. ORAÇÃO

P. Oremos (silêncio): Ó Deus, que admiravelmente criastes o ser humano e mais admiravelmente restabelecestes a sua dignidade, dai-nos participar da divindade do vosso Filho, que se dignou assumir a nossa humanidade. Por N.S.J.C.

T. Amém.

Anim. Ouçamos as leituras de hoje com a alegria que iluminou o coração dos pastores de Belém.

 

6. PRIMEIRA LEITURA (Is 52,7-10)

Leitura do Livro do Profeta Isaías

7Como são belos, andando sobre os montes, os pés de quem anuncia e prega a paz, de quem anuncia o bem e prega a salvação, e diz a Sião: “Reina teu Deus!” 8Ouve-se a voz de teus vigias, eles levantam a voz, estão exultantes de alegria, sabem que verão com os próprios olhos o Senhor voltar a Sião. 9Alegrai-vos e exultai ao mesmo tempo, ó ruínas de Jerusalém, o Senhor consolou seu povo e resgatou Jerusalém. 10O Senhor desnudou seu santo braço aos olhos de todas as nações; todos os confins da terra hão de ver a salvação que vem do nosso Deus. -Palavra do Senhor.

T. Graças a Deus.

 

7. SALMO RESPONSORIAL Sl 97 (98)

Hoje uma luz brilhou para nós, * hoje nasceu nosso Rei, o Senhor.

1. Os confins do universo contemplaram * a salvação do nosso Deus. * Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira, * alegrai-vos e exultai!

2. Cantai salmos ao Senhor ao som da harpa * e da cítara suave! * Aclamai, com clarins e as trombetas, * ao Senhor, o nosso Rei!

3. Aplauda o mar com todo ser que nele vive, * o mundo inteiro e toda a gente! * As montanhas e os rios batam palmas * e exultem de alegria

4. Na presença do Senhor, pois ele vem, * vem julgar a terra inteira. * Julgará o universo com justiça * e as nações com equidade.

 

8. SEGUNDA LEITURA (Hb 1,1-6)

Leitura da Carta aos Hebreus.

1Muitas vezes e de muitos modos falou Deus outrora aos nossos pais, pelos profetas; 2nestes dias, que são os últimos, ele nos falou por meio do Filho, a quem ele constituiu herdeiro de todas as coisas e pelo qual também ele criou o universo. 3Este é o esplendor da glória do Pai, a expressão do seu ser. Ele sustenta o universo com o poder de sua palavra. Tendo feito a purificação dos pecados, ele sentou-se à direita da majestade divina, nas alturas. 4Ele foi colocado tanto acima dos anjos quanto o nome que ele herdou supera o nome deles. 5De fato, a qual dos anjos Deus disse alguma vez: “Tu és o meu Filho, eu hoje te gerei”? Ou ainda: “Eu serei para ele um Pai e ele será para mim um filho”? 6Mas, quando faz entrar o primogênito no mundo, Deus diz: “Todos os anjos devem adorá-lo!”

– Palavra do Senhor.

T. Graças a Deus.

 

9. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO  (Fx 3)

Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia! Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia!

Eis que um santo dia resplandece; * nações, vinde, adorai!

 

10. EVANGELHO (Jo 1,1 -18)

P. O Senhor esteja convosco.

T. Ele está no meio de nós.

P. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João.

T. Glória a vós, Senhor.

P. 1No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus; e a Palavra era Deus. 2No princípio estava ela com Deus. 3Tudo foi feito por ela e sem ela nada se fez de tudo que foi feito. 4Nela estava a vida, e a vida era a luz dos homens. 5E a luz brilha nas trevas, e as trevas não conseguiram dominá-la. 6Surgiu um homem enviado por Deus: seu nome era João. 7Ele veio como testemunha, para dar testemunho da luz, para que todos chegassem à fé por meio dele. 8Ele não era a luz, mas veio para dar testemunho da luz: 9daquele que era a luz de verdade, que, vindo ao mundo, ilumina todo ser humano. 10A Palavra estava no mundo – e o mundo foi feito por meio dela – mas o mundo não quis conhecê-la. 11Veio para o que era seu, e os seus não a acolheram. 12Mas, a todos que a receberam, deu-lhes capacidade de se tornarem filhos de Deus isto é, aos que acreditam em seu nome, 13pois estes não nasceram do sangue nem da vontade da carne nem da vontade do varão, mas de Deus mesmo. 14E a Palavra se fez carne e habitou entre nós. E nós contemplamos a sua glória, glória que recebe do Pai como Filho unigênito, cheio de graça e de verdade.  15Dele, João dá testemunho, clamando: “Este é aquele de quem eu disse: O que vem depois de mim passou à minha frente, porque ele existia antes de mim”. 16De sua plenitude todos nós recebemos graça por graça. 17Pois por meio de Moisés foi dada  a Lei, mas a graça e a verdade nos chegaram através de Jesus Cristo. 18A Deus, ninguém jamais viu. Mas o Unigênito de Deus, que está na intimidade do Pai, ele no-lo deu a conhecer. – Palavra da Salvação.

T. Glória a vós, Senhor.

 

11. HOMILIA

12. PROFISSÃO DE FÉ

P. Creio em Deus Pai todo-poderoso / T. criador do céu e da terra,/ e em Jesus Cristo seu único Filho, nosso Senhor, / que foi concebido pelo poder do Espírito Santo; /nasceu da Virgem Maria;/ padeceu sob Pôncio Pilatos, / foi crucificado, morto e sepultado. / Desceu à mansão dos mortos; /ressuscitou ao terceiro dia, / subiu aos céus; / está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, / donde há de vir a julgar os vivos e os mortos. / Creio no Espírito Santo; / na Santa Igreja Católica; / na comunhão dos santos; / na remissão dos pecados; / na ressurreição da carne; / na vida eterna. Amém.

 

13. ORAÇÃO DOS FIÉIS

P. Repletos de alegria, peçamos a Deus Pai tudo o que convém para nossa salvação e nos nutre com o amor que resplandeceu em Belém. Rezemos juntos:

T. Iluminai-nos com a luz da salvação.

1. Pai Santo, fortalecei a Igreja santa e católica; ela que é um anúncio perene do Verbo que se fez carne.

2. Fortalecei a comunidade humana em sua busca de um progresso solidário e responsável.

3. Pacificai os povos em guerra e desarmai os corações endurecidos pelo ódio.

4. Iluminai nossa cultura com a luz de Belém e o amor que resplandeceu na cruz

5. Amparai os fracos, curai os doentes e consolai os tristes.

(Outras preces da comunidade)

P. Tudo isto, vos pedimos, ó Pai, por Cristo, nosso Senhor.

T. Amém.

14. APRESENTAÇÃO DAS OFERENDAS (Fx4) (CO 90)

1. Cristãos, vinde todos, com alegres cantos * Oh! Vinde! Oh! Vinde até Belém. * Vede nascido vosso Rei eterno.

Oh! Vinde adoremos! * Oh! Vinde adoremos!* Oh! Vinde adoremos! *Oh! Vinde adoremos o Salvador!

2. Humildes pastores deixam seus rebanhos * e alegres acorrem ao Rei do céu: * Nós igualmente, cheios de alegria.

3. O Deus invisível de eternal grandeza, * sob véus de humildade, podemos ver. * Deus pequenino, Deus envolto em faixas!

 

15. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS

P. Orai, irmãos e irmãs…

T. Receba o Senhor por tuas mãos este sacrifício, para glória do seu nome, para nosso bem e de toda a santa Igreja.

P. Sejam de vosso agrado, ó Pai, as oferendas da festa de hoje, que nos trazem a perfeita reconciliação e a plenitude do culto divino. Por Cristo nosso Senhor.

T. Amém.

 

16. ORAÇÃO EUCARÍSTICA I

(Prefácio do Natal do Senhor, I)

P. O Senhor esteja convosco.

T. Ele está no meio de nós.

P. Corações ao alto.

T. O nosso coração está em Deus.

P. Demos graças ao Senhor nosso Deus.

T. É nosso dever e nossa salvação.

P. Na verdade, é justo e necessário, é nosso dever e salvação dar-vos graças, sempre e em todo lugar, Senhor,  Pai santo, Deus eterno e todo-poderoso. No mistério da encarnação de vosso Filho, nova luz da vossa glória brilhou para nós. E, reconhecendo a Jesus como Deus visível a nossos olhos, aprendemos a amar nele a divindade que não vemos. Por ele os anjos celebram vossa grandeza e os santos proclamam vossa glória. Concedei-nos também a nós associar-nos a seus louvores, cantando (dizendo) a uma só voz:

Santo, santo, santo…

CP. Pai de misericórdia, a quem sobem nossos louvores, nós vos pedimos por Jesus Cristo, vosso Filho e Senhor nosso, que abençoeis V estas oferendas apresentadas ao vosso altar.

T. Abençoai nossa oferenda, ó Senhor!

Nós as oferecemos pela vossa Igreja santa e católica: concedei-lhe paz e proteção, unindo-a num só corpo e governando-a por toda a terra. Nós as oferecemos também pelo vosso servo o Papa Bento, por nosso Bispo Odilo e por todos os que guardam a fé que receberam dos apóstolos.

T. Conservai a vossa Igreja sempre unida.

1C Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos e filhas…, e de todos os que circundam este altar, dos quais conheceis a fidelidade e a dedicação em vos servir. Eles vos oferecem conosco este sacrifício de louvor por si e por todos os seus, e elevam a vós as suas preces para alcançar o perdão de suas faltas, a segurança em suas vidas e a salvação que esperam.

T. Lembrai-vos, ó Pai, de vossos filhos!

2C. Em comunhão com toda a Igreja celebramos o dia santo em que a Virgem Maria deu ao mundo o Salvador. Veneramos também a mesma Virgem Maria e seu esposo São José, os santos Apóstolos e Mártires: Pedro e Paulo, André… e todos os vossos Santos. Por seus méritos e preces concedei-nos sem cessar a vossa proteção.

T. Em comunhão com toda a Igreja aqui estamos!

CP. Recebei, ó Pai, com bondade, a oferenda dos vossos servos e de toda a vossa família; dai-nos sempre a vossa paz, livrai-nos da condenação e acolhei-nos entre os vossos eleitos.

CC. Dignai-vos, ó Pai, aceitar e santificar estas oferendas, a fim de que se tornem para nós o Corpo e o Sangue de Jesus Cristo vosso Filho e Senhor Nosso.

T. Santificai nossa oferenda, ó Senhor!

Na noite em que ia ser entregue, ele tomou o pão em suas mãos, elevou os olhos a vós, ó Pai, deu graças e o partiu e deu a seus discípulos, dizendo:

TOMAI, TODOS, E COMEI: ISTO É O MEU CORPO, QUE SERÁ ENTREGUE POR VÓS.

Do mesmo modo, ao fim da ceia, ele tomou o cálice em suas mãos, deu graças novamente, e o deu a seus discípulos, dizendo:

TOMAI, TODOS, E BEBEI: ESTE É O CÁLICE DO MEU SANGUE, O SANGUE DA NOVA E ETERNA ALIANÇA, QUE SERÁ DERRAMADO POR VÓS E POR TODOS, PARA REMISSÃO DOS PECADOS. FAZEI ISTO EM MEMÓRIA DE MIM.

Eis o mistério da fé!

T. Salvador do mundo, salvai-nos, vós que nos libertastes pela cruz e ressurreição.

CC. Celebrando, pois, a memória da paixão do vosso Filho, da sua ressurreição dentre os mortos e gloriosa ascensão aos céus, nós, vossos servos, e também vosso povo santo, vos oferecemos, ó Pai, dentre os bens que nos destes, o sacrifício perfeito e santo, pão da vida eterna e cálice da salvação.

T. Recebei, ó Senhor, a nossa oferta!

Recebei, ó Pai, esta oferenda, como recebestes a oferta de Abel, o sacrifício de Abraão e dos dons de Melquisedeque.

Nós vos suplicamos que ela seja levada à vossa presença, para que, ao participarmos deste altar, recebendo o Corpo e o Sangue de vosso Filho, sejamos repletos de todas as graças e bênçãos do céu.

T. Recebei, ó Senhor, a nossa oferta!

C3 Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos e filhas N. e N. que partiram desta vida, marcados com o sinal da fé. A eles, e a todos os que adormeceram no Cristo, concedei a felicidade, a luz e a paz.

T. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos!

C4. E a todos nós pecadores, que confiamos na vossa imensa misericórdia, concedei, não por nossos méritos, mas por vossa bondade, o convívio dos Apóstolos e Mártires: João Batista e Estevão, Matias e Barnabé … e todos os vossos santos. Por Cristo, Senhor nosso.

T. Concedei-nos o convívio dos eleitos!

Por ele não cessais de criar e santificar estes bens e distribuí-los entre nós.

CP ou CC. Por Cristo,…

T. Amém.

17. RITO DA COMUNHÃO

 

18. CANTO DE COMUNHÃO (Fx 8) (CO 89)

A luz resplandeceu em plena escuridão, * jamais irão as trevas * vencer o seu clarão!

1. De tudo existe um começo * e no começo de tudo * era o Verbo, sim, o Verbo, * pelo qual existe tudo! *

•Voltado pra Deus estava * o Verbo que era Deus, * e nada de quanto existe * sem ele apareceu.*

• É nele que estava a vida, * a vida que é luz dos homens, * a luz nas trevas resplende, * e as trevas não compreendem.

2. Um homem por Deus mandado, * seu nome era João, * veio a luz testemunhar * pro mundo acreditar.

• João, ele não era a luz, * veio a luz testemunhar; * Luz verdadeira era o Verbo, * que veio ao mundo brilhar.

• A iluminar todo homem, * o Verbo estava no mundo, * por quem o mundo existia, * mas não o reconhecia.

3. Veio ao que lhe pertencia, * mas os seus não o acolheram, * porém, quem, o recebia, * os que no seu nome creram…

• Filhos de Deus se tornaram, * o Verbo deu tal poder! * E assim nasceram de Deus * e não de humano querer!

• O Verbo, então fez-se carne, * veio entre nós acampar, * e sua glória nós vimos * glória que seu Pai lhe dá.

19. ORAÇÃO APÓS A COMUNHÃO

P. Oremos (silêncio): Ó Deus de misericórdia, que o Salvador do mundo hoje nascido, como nos fez nascer para a vida divina, nos conceda também sua imortalidade. Por Cristo nosso Senhor.

T. Amém.

19. BÊNÇÃO E DESPEDIDA: MR 20.

20. CANTO FINAL (HL 1, p.83)

1. Noite feliz! Noite feliz! * O Senhor, Deus de amor, * pobrezinho nasceu em Belém; * eis na lapa Jesus, nosso bem. * Dorme em paz, ó Jesus, * dorme em paz, ó Jesus.

2. Noite feliz! Noite feliz! * Ó Jesus, Deus da luz, * quão afável é teu coração, * que quiseste nascer nosso irmão, * e a nós todos salvar, * e a nós todos salvar.

3. Noite feliz! Noite feliz! * Eis que no ar vêm cantar * aos pastores os anjos dos céus, * anunciando a chegada de Deus, * de Jesus Salvador, * de Jesus Salvador.

 

 

Feliz Natal!

Ele está no meio de nós!

Card. D. Odilo P. Scherer,

Arcebispo de São Paulo

Desejo que a comemoração do nascimento de Jesus seja motivo de alegria e consolo para todos.  “Deus tanto amou o mundo, que lhe enviou seu Filho único, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna!” (Jo 3,16).

Que sintam isso, de maneira especial, os pobres, as pessoas com deficiência, doentes, prisioneiros, humilhados e desesperados da vida; também os jovens, que buscam luzes para sua vida, e as crianças, que são capazes de se surpreender diante das maravilhas de Deus…

Que sintam isso os pais, preocupados pelo bem dos filhos; os que se esforçam no desempenho de suas responsabilidades sociais e públicas. Que sintam isso também os que não crêem. Ele veio ao nosso encontro e está no meio de nós!

Na Novena de Natal deste ano, em nossa Arquidiocese, refletimos e rezamos sobre as paróquias, “comunidades de comunidades”; cada comunidade da Igreja tem a missão de ser uma expressão viva e alegre da presença e atuação de Jesus Cristo Salvador na cidade de São Paulo. O anúncio da Palavra de Deus, a celebração da Eucaristia, a atenção a cada pessoa, a caridade pessoal e comunitária irradiam sua presença.

Mas também cada família cristã é um núcleo de vida cristã, onde Jesus Salvador é acolhido e anunciado. Lembremos sempre que Jesus Cristo, o Salvador, nasceu para este mundo numa família; nela cresceu e se desenvolveu, humanamente. Encorajo, portanto, cada família a ser um lugar de acolhida de Cristo e irradiação de sua presença na cidade.

Quando o mundo passa por tantos problemas, alegra-nos poder anunciar a Boa Nova, como o anjo na noite de Belém, há 2 mil anos: “Nasceu-vos hoje um Salvador, que é Cristo, o Senhor!” (cf Lc 2,11). Faz bem pensar que a cada um de nós, como ao mundo inteiro, envolve a misteriosa ternura de Deus, que se inclina para nós e nos faz olhar para o alto, fazendo-nos sentir amados e menos sós neste mundo. Isto é parte de nossa fé!

Hoje celebramos mais uma vez este Mistério de amor! Ele está no meio de nós! E não apenas hoje: Ele permanece conosco e caminha à nossa frente… Feliz e santo Natal a todos!

 

Músicas:   • CD Litúrgico V -NATAL – Ed. Paulus • Cantos e Orações – Ed. Vozes • Hinário Litúrgico 1 CNBB

 

LEITURAS de 26 a 30 de Dezembro de  2011

 

2ª-: At 6, 8-10. 7, 54-59; Sl 30 (31), 3cd-4. 6 e 8ab. 16bc e 17 (R/. 6ª); Mt 10, 17-22

l 3ª-: 1Jo 1, 1-4; Sl 96 (97), 1-2. 5-6. 11-12 (R/. 12ª); Jo 20, 2-8

l 4ª-: 1Jo 1, 5 . 2, 2; Sl 123 (124), 2-3. 4-5. 7b-8 (R/. 7a); Mt 2, 13-18

l 5ª-: 1Jo 2, 3-11; Sl 95 (96), 1-2ª. 2b-3. 5b-6 (R/. 11a); Lc 2, 22-35

l 6ª-. SAGRADA FAMÍLIA, JESUS MARIA E JOSÉ Eclo 3, 3-7.14-17a* ou Cl 3, 12-21; Sl 127 (128), 1-2. 3. 4-5 (R/. cf. 1); Lc 2, 22-40

Retirado:http://www.arquidiocesedesaopaulo.org.br/?q=node/163

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: