• SÃO PAULO • 4 DE DEZEMBRO DE 2011 • ANO 36 • Lt. 01 • Nº 02 • B •

2º DOMINGO DO ADVENTO

 

Anim. No segundo Domingo do Advento, a Igreja é convocada, como João Batista, a preparar o caminho de Cristo no coração da humanidade. Os vales são nivelados, os montes rebaixados, o que é torto torna-se reto e as aspe­rezas são alisadas. São imagens do caminho interior que o Espírito Santo traça em nossos corações, como também são imagens proféticas da convivência social sem desníveis e desigualdades. Em ou­tras palavras, é o mandamento do amor colocado em prática na vida cristã e na organização da sociedade, de acordo com o Evangelho e a Doutrina Social da Igreja.

 

 

 

1. ABERTURA  (H1,  S.36 CD VIII Fx3) (CO 1)

1. Senhor, vem salvar teu povo, * das trevas da escravidão! * Só tu és nossa esperança, * és nossa libertação!

Vem, Senhor, * vem nos salvar! * Com teu povo * vem caminhar! (bis)

2. Contigo o deserto é fértil, * a terra se abre em flor, * da rocha brota água viva, * da treva nasce esplendor.

3. Tu marchas à nossa frente, * és força, caminho e luz. * Vem logo salvar teu povo, * não tardes, Senhor Jesus!

 

2. SAUDAÇÃO

P. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

T. Amém.

P. Que a graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco.

T. Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

 

3. ATO PENITENCIAL

P. Para celebrarmos dignamente o Mistério de Cristo nesta Eucaristia dominical e vivermos mais intensamente o tempo litúrgico do Advento, humildemente reconheçamos pecadores.

(Momento de silêncio)

P. Confessemos os nossos pecados:

T. Confesso a Deus todo-poderoso e a vós, irmãos e irmãs, que pequei muitas vezes por pensamentos e palavras, atos e omissões, por minha culpa, minha tão grande culpa. E peço à Virgem Maria, aos anjos e santos e a vós, irmãos e irmãs, que rogueis por mim a Deus, nosso Senhor.

P. Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna.

T. Amém.

Kyrie

P. Senhor, tende piedade de nós.

T. Senhor, tende piedade de nós.

P. Cristo, tende piedade de nós.

T. Cristo, tende piedade de nós.

P. Senhor, tende piedade de nós.

T. Senhor, tende piedade de nós.

4. ORAÇÃO

P. Oremos (silêncio): Ó Deus todo-poderoso e cheio de misericórdia, nós vos pedimos que nenhuma atividade terrena nos im­peça de correr ao encontro do vosso Filho, mas, instruídos pela vos­sa sabedoria, participemos da plenitude de sua vida. Por N.S.J.C.

T. Amém.

Anim. Neste tempo salutar do Advento, ouçamos as leituras que aprofundam o mistério da encarnação do Filho de Deus.

5. PRIMEIRA LEITURA (Is 40,1-5.9-11)

Leitura do Livro do Profeta Isaías

1Consolai o meu povo, consolai-o! – diz o vosso Deus–. 2Falai ao coração de Jerusalém e dizei em alta voz que sua servidão acabou e a expiação de suas culpas foi cumprida; ela recebeu das mãos do Senhor o dobro por todos os seus pecados. 3Grita uma voz: “Preparai no deserto o caminho do Senhor, aplainai na solidão a estrada de nosso Deus. 4Nivelem-se todos os vales, rebaixem-se todos os montes e colinas; endireite-se o que é torto e alisem-se as asperezas: 5a glória do Senhor então se manifestará, e todos os homens verão juntamente o que a boca do Senhor falou”.  9Sobe a um alto monte, tu, que trazes a boa nova a Sião; levanta com força a tua voz, tu, que trazes a boa nova a Jerusalém, ergue a voz, não temas; dize às cidades de Judá: 10 “Eis o vosso Deus, eis que o Senhor Deus vem com poder, seu braço tudo domina: eis, com ele, sua conquista, eis à sua frente a vitória. 11Como um pastor, ele apascenta o rebanho, reúne, com a força dos braços, os cordeiros e carrega-os ao colo; ele mesmo tange as ovelhas-mães”. – Palavra do Senhor.

T. Graças a Deus.

 

6. SALMO RESPONSORIAL Sl 85(84) (H1, p. 20 – CD VIII (fx 2)

Mostrai-nos, ó Senhor, vossa bondade, e a vossa salvação nos concedei!

1. Quero ouvir o que o Senhor irá falar: * é a paz que ele vai anunciar. * Está perto a salvação dos que o temem * e a glória habitará em nossa terra.

2. A verdade e o amor se encontrarão, * a justiça e paz se abraçarão. * Da terra brotará fidelidade * e a justiça olhará dos altos céus.

3. O Senhor nos dará tudo o que é bom * e a nossa terra nos dará suas colheitas. * A justiça andará à sua frente * e a salvação há de seguir os passos seus.

 

7. SEGUNDA LEITURA (2Pd 3,8-14)

Leitura da Segunda Carta de São Pedro

8Uma coisa vós não podeis desconhecer, caríssimos: para o Senhor, um dia é como mil anos e mil anos como um dia. 9O Senhor não tarda a cumprir sua promessa, como pensam alguns, achando que demora. Ele está usando de paciência para convosco. Pois não deseja que alguém se perca, ao contrário, quer que todos venham a converter-se. 10O dia do Senhor chegará como um ladrão, e então os céus acabarão com barulho espantoso; os elementos, devorados pelas chamas, se dissolverão, e a terra será consumida com tudo o que nela se fez. 11Se deste modo tudo se vai desintegrar, qual não deve ser o vosso empenho numa vida santa e piedosa, 12enquanto esperais com anseio a vinda do Dia de Deus, quando os céus em chama se vão derreter, e os elementos, consumidos pelo fogo, se fundirão? 13O que nós esperamos, de acordo com a sua promessa, são novos céus e uma nova terra, onde habitará a justiça. 14Caríssimos, vivendo nesta esperança, esforçai-vos para que ele vos encontre numa vida pura e sem mancha e em paz.

– Palavra do Senhor.

T. Graças a Deus.

8. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO

(H1 p. 46 -CD VIII Fx 9)

Aleluia, aleluia! (bis)

Voz que clama no deserto: (bis) * “Preparai-lhe um caminho, (bis) * Uma estrada ao Senhor.” (bis)

Aleluia, aleluia! (bis)

 

9. EVANGELHO (Mc 1,1-8)

P. O Senhor esteja convosco.

T. Ele está no meio de nós.

P. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos.

T. Glória a vós, Senhor.

P. 1Início do Evangelho de Jesus Cristo, Filho de Deus. 2Está escrito no livro do profeta Isaías: “Eis que envio meu mensageiro à tua frente, para preparar o teu caminho. 3Esta é a voz daquele que grita no deserto: ‘Preparai o caminho do Senhor, endireitai suas estradas!’” 4Foi assim que João Batista apareceu no deserto, pregando um batismo de conversão para o perdão dos pecados. 5Toda a região da Judéia e todos os moradores de Jerusalém iam ao seu encontro. Confessavam os seus pecados e João os batizava no rio Jordão. 6João se vestia com uma pele de camelo e comia gafanhotos e mel do campo. 7E pregava, dizendo: “Depois de mim virá alguém mais forte do que eu. Eu nem sou digno de me abaixar para desamarrar suas sandálias. 8Eu vos batizei com água, mas ele vos batizará com o Espírito Santo”.

– Palavra da Salvação.

T. Glória a vós, Senhor.

 

10. HOMILIA

 

12. PROFISSÃO DE FÉ

P. Creio em Deus Pai todo-poderoso / T. criador do céu e da terra,/ e em Jesus Cristo seu único Filho, nosso Senhor, / que foi concebido pelo poder do Espírito Santo; /nasceu da Virgem Maria;/ padeceu sob Pôncio Pilatos, / foi crucificado, morto e sepultado. / Desceu à mansão dos mortos; /ressuscitou ao terceiro dia, / subiu aos céus; / está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, / donde há de vir a julgar os vivos e os mortos. / Creio no Espírito Santo; / na Santa Igreja Católica; / na comunhão dos santos; / na remissão dos pecados; / na ressurreição da carne; / na vida eterna.

Amém.

 

12. ORAÇÃO DOS FIÉIS

P. Irmãos e irmãs, supliquemos ao Pai que nos ajude a  celebrar o Natal do seu Filho e nosso Redentor, com o coração totalmente voltado para Deus e para o próximo. Rezemos juntos:

T. Ó Pai, iluminai-nos com a luz de Cristo!

1. Pai bondoso, conduzi sempre vossa Igreja ao presépio de Belém, onde nasceu a Paz e brilhou a Vida.

2. Aplainai os caminhos de Cristo, transformando nossas Paróquias em centros de evangelização.

3. Suscitai em todas as forças vivas da cidade o cuidado com a criação.

4. Fazei-nos anunciar com alegria uma notícia boa aos que estão no desespero e na aflição.

5. Concedei que o evento de Belém aprofunde nossas convicções e fortaleça nossa solidariedade.

6. Dai-nos celebrar o Natal com o coração inteiramente renovado.

7. Consolidai a paz entre as nações, a fim de vencerem a crise atual.

(Outras preces da comunidade)

P. Tudo isto, vos pedimos, ó Pai, por Cristo, nosso Senhor.

T. Amém.

13. APRESENTAÇÃO DAS OFERENDAS

(H1 p. 62 (Fx 10, CD IV)

1. As nossas mãos se abrem, * mesmo na luta e na dor * e trazem pão e vinho, para * esperar o Senhor.

Deus ama os pobres * e se fez pobre, também; * desceu à terra * e fez pousada em Belém.

2. As nossas mãos se elevam, * para, num gesto de amor, * retribuir a vida, * que vem das mãos do Senhor.

3. As nossas mãos se encontram * na mais fraterna união. * Faça os deste mundo * a grande “Casa do Pão”!

4. As nossas mãos sofridas * nem sempre têm o que dar, * mas vale a própria vida * de quem prossegue a lutar.

14. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS

P. Orai, irmãos e irmãs…

T. Receba o Senhor por tuas mãos este sacrifício,  para  glória  do seu nome, para nosso bem e de toda a santa Igreja.

P.  Acolhei, ó Deus, com bondade nossas humildes preces e oferendas, e, como não podemos invocar os nossos méritos, venha em nosso socorro a vossa misericórdia. Por Cristo, nosso Senhor.

T. Amém.

 

15. ORAÇÃO EUCARÍSTICA II

(prefácio do Advento, I)

P. O Senhor esteja convosco.

T. Ele está no meio de nós.

P. Corações ao alto.

T. O nosso coração está em Deus.

P. Demos graças ao Senhor nosso Deus.

T. É nosso dever e nossa salvação.

Na verdade, é justo e necessário, é nosso dever e salvação dar-vos graças, sempre em todo lugar, Senhor, Pai santo, Deus eterno e todo-poderoso, por Cristo, Senhor nosso. Revestido da nossa fragilidade, ele veio a primeira vez para realizar seu eterno plano de amor a abrir-nos o caminho da salvação. Revestido de sua glória, ele virá uma segunda vez para conceder-nos em plenitude os bens prometidos que hoje, vigilantes, esperamos. Por essa razão, agora e sempre, nós nos unimos aos anjos e a todos os santos, cantando (dizendo) a uma só voz:

T. Santo, Santo, Santo…

CP. Na verdade, ó Pai, vós sois santo e fonte de toda santidade.

CC. Santificai, pois, estas oferendas, derramando sobre elas o vosso Espírito, a fim de que se tornem para nós o Corpo V  e o Sangue de Jesus Cristo, vosso Filho e Senhor nosso.

T. Santificai nossa oferenda, ó Senhor!

Estando para ser entregue e abraçando livremente a paixão, ele tomou o pão, deu graças e o partiu e deu a seus discípulos, dizendo:

TOMAI, TODOS, E COMEI: ISTO É O MEU CORPO, QUE SERÁ ENTREGUE POR VÓS.

Do mesmo modo, ao fim da ceia, ele tomou o cálice em suas mãos, deu graças novamente, e o deu a seus discípulos, dizendo:

TOMAI, TODOS, E BEBEI: ESTE É O CÁLICE DO MEU SANGUE, O SANGUE DA NOVA E ETERNA ALIANÇA, QUE SERÁ DERRAMADO POR VÓS E POR TODOS, PARA REMISSÃO DOS PECADOS. FAZEI ISTO EM MEMÓRIA DE MIM.

Eis o mistério da fé!

T. Anunciamos, Senhor, a vossa morte e proclamamos a vossa ressurreição. Vinde, Senhor Jesus!

CC. Celebrando, pois, a memória da morte e ressurreição do vosso Filho, nós vos oferecemos, ó Pai, o pão da vida e o cálice da salvação; e vos agradecemos porque nos tornastes dignos de estar aqui na vossa presença e vos servir.

T. Recebei, ó Senhor, a nossa oferta!

E nós vos suplicamos que, participando do Corpo e Sangue de Cristo, sejamos reunidos pelo Espírito Santo num só corpo.

T. Fazei de nós um só corpo e um só espírito!

1C. Lembrai-vos, ó Pai, da vossa Igreja que se faz presente pelo mundo inteiro: que ela cresça na caridade, com o Papa Bento, com o nosso bispo Odilo e todos os ministros do vosso povo.

T. Lembrai-vos, ó Pai da vossa Igreja!

2C. Lembrai-vos também dos nossos irmãos e irmãs que morreram na esperança da ressurreição e de todos os que partiram desta vida: acolhei-os junto a vós na luz da vossa face.

T. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos!

3C. Enfim, nós vos pedimos, tende piedade de todos nós e dai-nos participar da vida eterna, com a Virgem Maria, Mãe de Deus, com os santos Apóstolos e todos os que neste mundo vos serviram, a fim de vos louvarmos e glorificarmos por Jesus Cristo, vosso Filho.

T. Concedei-nos o convívio dos eleitos!

CP ou CC. Por Cristo, com Cristo e em Cristo, a vós, Deus Pai todo-poderoso, na unidade do Espírito Santo, toda a honra e toda a glória, agora e para sempre.

T. Amém.

16. RITO DA COMUNHÃO

P. Obedientes à palavra do Salvador e formados por seu divino ensinamento, ousamos dizer:

T. Pai nosso que estais nos céus, santificado seja o vosso nome; venha a nós o vosso Reino, seja feita a vossa vontade assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal.

P. Livrai-nos de todos os males, ó Pai, e dai-nos hoje a vossa paz. Ajudados pela vossa misericórdia, sejamos sempre livres do pecado e protegidos de todos os perigos, enquanto vivendo a esperança, aguardamos a vinda do Cristo Salvador.

T. Vosso é o reino, o poder e a glória para sempre.

P. Senhor Jesus Cristo, dissestes aos vossos Apóstolos: Eu vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz. Não olheis os nossos pecados, mas a fé que anima a vossa Igreja; dai-lhe, segundo o vosso desejo, a paz e a unidade. Vós que sois Deus, com o Pai e o Espírito Santo.

T. Amém.

P. A paz do Senhor esteja sempre convosco.

T. O amor de Cristo nos uniu.

P. Irmãos e irmãs, saudai-vos em Cristo Jesus.

T. Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. / Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. / Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, dai-nos a paz.

P. Felizes os convidados para a Ceia do Senhor. Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.

T. Senhor, eu não sou digno(a) de que entreis em minha morada, mas dizei uma palavra e serei salvo(a).

 

17. CANTO DE COMUNHÃO

(H1, p. 14 – CD Lit. VIII, fx 4)

1. Convertei-nos, Senhor Deus * do mundo inteiro, * sobre nós a vossa face iluminai! * Se voltardes para nós, seremos salvos, * vós que sobre os anjos todos assentais.

Arrancastes do Egito esta videira, * e expulsastes muita gente pra plantá-la, * diante dela preparastes terra boa, * vinde logo, Senhor, vinde depressa pra salvá-la!

2. Suas raízes se espalharam pela terra * e os seus ramos recobriram o sertão; * levantai-vos, vinde logo em nosso auxílio, * libertai-nos pela vossa compaixão.

3. Seus rebentos atingiram as montanhas, * verdes mares, longos rios e palmeiras; * vinde logo, Senhor Deus do universo, * visitai a vossa vinha e protegei-a.

4. Vossa mão foi quem plantou esta videira. * Vinde cuidar deste rebento que firmastes * e aqueles, que a cortarem ou queimarem, * vão sofrer ante o furor de vossa face.

5. Até quando ficaremos esperando? * Escutai a oração do vosso povo! * Vinde livrar-nos e banir da nossa história * tanto pranto amargo e copioso.

6. Estendei a vossa mão ao “protegido”, * que escolhestes para vós, o “Filho do Homem” * e jamais vos deixaremos, Senhor santo, * dai-nos vida e louvaremos vosso nome.

 

18. ORAÇÃO APÓS A COMUNHÃO

P. Oremos (silêncio): Alimentados pelo pão espiritual, nós vos suplicamos, ó Deus, que, pela participação nesta Eucaristia, nos ensineis a julgar com sabedoria os valores terrenos e colocar nossas esperanças nos bens eternos. Por Cristo, nosso Senhor.

T. Amém.

19. ORAÇÃO AO NOSSO PATRONO

T. Ó São Paulo, /Patrono de nossa Arquidiocese, /discípulo e missionário de Jesus Cristo:/ ensina-nos a acolher a Palavra de Deus / e abre nossos olhos à verdade do Evangelho./ Conduze-nos ao encontro com Jesus, / contagia-nos com a fé que te animou/ e infunde em nós coragem e ardor missionário, / para testemunharmos a todos / que Deus habita esta Cidade imensa /e tem amor pelo seu povo! /Intercede por nós e pela Igreja de São Paulo, / ó santo apóstolo de Jesus Cristo! Amém

20. BÊNÇÃO E DESPEDIDA (MR, p . 519)

P. O Senhor esteja convosco.

T. Ele está no meio de nós!

P. Que o Deus onipotente e misericordioso vos ilumine com o advento do seu Filho, em cuja vinda credes, e cuja volta esperais e derrame sobre vós as suas bênçãos.

T. Amém.

P. Que durante esta vida ele vos torne firmes na fé, alegres na esperança, solícitos na caridade.

T. Amém.

P. Alegrando-vos agora pela vinda do Salvador feito homem, sejais recompensados com a vida eterna, quando ele vier de novo em sua glória.

T. Amém.

P. Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai e Filho e V Espírito Santo.

T. Amém.

P. Ide em paz e o Senhor vos acompanhe.

T. Graças a Deus.

21. CANTO FINAL (CO 27)

1. É tempo do meu advento, da vinda surpresa no meio de vós, * por isso conclamo profetas que ao longo da terra elevem sua voz. * É tempo de um novo Isaías, que, atento aos rumos da vida, * indique um caminho novo e a libertação para todo o meu povo!

Isaías, Isaías! Anuncia o Messias * e consola o povo meu. * Anuncia o Messias * e consola o povo meu.

2. Que eleve sua voz contra todos aqueles que levam uma vida maldosa. * Que aja com grande energia, que implante a justiça e aos pobres console. * Que anuncie uma nova esperança e um Deus que é sempre presença. * Que a todos os homens conteste e no meio dos povos se torne um profeta.

3. Eu quero que todos os homens caminhem segundo os critérios de Deus. * Eu quero uma tal comunhão, que eu possa chamá-los de filhos meus! * Eu quero as crianças sorrindo sempre ao ver novo mundo surgindo. * Eu quero esperança maior para aqueles que lutam por um mundo melhor.

 

 

 

VOCÊ JÁ EXPÔS O PRESÉPIO DE CRISTO EM SEU LAR?

É UMA DAS FORMAS MAIS BELAS QUE A TRADIÇÃO CATÓLICA

PRESERVA EM FAMÍLIA PARA CELEBRAR QUE

DEUS SE FEZ CARNE E HABITOU ENTRE NÓS.

 

 

Músicas:  • CD Litúrgico VIII- Ed. Paulus • Cantos e Orações – Ed. Vozes • Hinário Litúrgico 1 CNBB

 

 

LEITURAS DA SEMANA: de  5 a 11 de Dezembro de  2011

 

l 2ª-: Is 35, 1-10; Sl 84 (85), 9ab-10. 11-12. 13-14 (R/. Is 35, 4d); Lc 5, 17-26

l3ª-: Is 40, 1-11; Sl 95 (96), 1-2. 3 e 10ac. 11-12. 13 (R/. Is 40, 9-10); Mt 18, 12-14

l4ª-: Is 40, 25-31; Sl 102 (103), 1-2. 3-4. 8 e 10 (R/. 1a); Mt 11, 28-30

l5ª-: Gn 3, 9-15.20; Sl 97 (98), 1. 2-3ªb. 3bc-4 (R/. 1a); Ef 1, 3-6.11-12; Lc 1, 26-38

l6ª-: Is 48, 17-19; Sl 1, 1-2. 3. 4 e 6 (R/. cf. Jo 8, 12); Mt 11, 16-19

lSab.: Eclo 48, 1-4.9-11; Sl 79 (80), 2ªc e 3b. 15-16. 18-19 (R/. 4); Mt 17, 10-13

l3º Dom. Advento Is 61, 1-2ª.10-11; Cant.: Lc 1, 46-48. 49-50. 53-54 (R/. Is 61, 10b); 1Ts 5, 16-24; Jo 1, 6-8.19-28

Retirado:http://www.arquidiocesedesaopaulo.org.br/?q=node/163

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: