Mensagem do dia

junho 12, 2009

Sexta-Feira, 12 de junho 2009
O amor consegue verdadeiros milagres! Os namorados precisam do amor puro um do outro. Precisam antes, e acima de tudo, ser amigos, grandes amigos, verdadeiros amigos, com tudo aquilo que a amizade comporta. Pena que muitas vezes não seja assim. “Namorar”, “namoro” e “namorados”, vêm de “enamorar”. Este é um verbo interessantíssimo. Veja que a palavra é en+amor+ar. A raiz e o centro é amor. Este amor está precedido da partícula grega “em”, que indica ação de envolver. Portanto, enamorar é envolver o outro em amor. Você entendeu? É um verbo lindo. É uma palavra forte. Enamorar é envolver o outro em amor. Amor puro. Amor desinteressado. Amor verdadeiro. Namorados são aqueles que “se enamoram”, que se envolvem um ao outro neste amor.

Você já percebeu como rapazes e moças mudam radicalmente quando começam um verdadeiro namoro? Há namoros que conseguem verdadeiros milagres de transformação. O que nada nem ninguém tinham conseguido antes, um namoro consegue… e a transformação acontece. Por quê? Porque o amor verdadeiro traz o segredo da transformação: o próprio amor. No namoro verdadeiro um envolve o outro no amor e isso muda, corrige, amadurece, faz crescer, transforma, converte, consegue verdadeiros milagres!

Mas, preste bem atenção: o enamorar não pode ser apenas para o tempo de namoro e noivado. Ele precisa adentrar o casamento. Os casados precisam ser eternos namorados. Mas isso não é só romantismo. Isso precisa ser realidade. No casamento os dois precisam de um contínuo envolver-se no amor. O enamoramento que aconteceu no namoro e no noivado era apenas um ensaio. Era um treinamento. Entrar para o casamento é como entrar para o campo. Acabou o treino e agora começa o jogo. Agora é para valer. Agora é para ganhar ou ganhar! Pena que muitas vezes acontece justamente o contrário.

O casamento é o tempo certo, é o ambiente propício para os dois se envolverem um ao outro no amor. Por que vocês se casaram? Porque no tempo do namoro e noivado vocês dois se envolveram tanto no amor que perceberam que não conseguiriam viver separados. Não podiam mais estar longe um do outro. Não eram mais capazes de ficar separados. Então se uniram em matrimônio. Perceberam que Deus os havia escolhido um para o outro no amor e para o amor. Por isso, no dia em que vocês se casaram começou o verdadeiro namoro de vocês. Um enamoramento que exige continuidade. Garantia de continuidade. A certeza de que dure para sempre. E foi justamente por isso que Deus quis marcar a união de vocês com a graça do sacramento do matrimônio. A garantia da continuidade. A certeza do “para sempre”.

Também os casados precisam do amor puro um do outro. O marido precisa do amor puro da esposa. A esposa precisa do amor puro do seu marido. Amor que inclui relacionamento sexual pleno, mas puro. Veja bem: sexo e pureza não são contraditórios. Ao contrário. Os esposos é que são chamados a viver um amor puro na plenitude do seu relacionamento sexual. O amor puro entre os casados não exclui as relações sexuais. Exclui, sim, a infidelidade, o adultério. Marido e mulher precisam do amor puro um do outro. Precisam de um contínuo enamoramento. E por que isso? Porque Deus é amor e nós fomos feitos à imagem e semelhança de Deus, que é amor.
É principalmente no casamento que homens e mulheres realizam a sua imagem e semelhança de Deus e povoam o mundo de filhos. É na família que marido, mulher e filhos se põem num contínuo treinamento de enamorar-se; nela acontece, por excelência, a imagem e a semelhança de Deus amor. É na família que eles, envolvendo-se uns aos outros no amor, atingem a semelhança da Trindade. A família é a imagem do céu. Ela pode e precisa antecipar o céu na terra.

Seu irmão,

Monsenhor Jonas Abib

Retirado:http://www.cancaonova.com/portal/canais/pejonas/pejonas_msg_dia.php

Anúncios

Mensagem do dia

junho 11, 2009

Quinta-Feira, 11 de junho 2009
Adoremos nosso Senhor e Rei! Eu sou muito agradecido a Deus pela graça que Ele me concedeu ainda no meu tempo de menino. Com 12 anos de idade eu já fazia adoração noturna. Eu era aluno das Escolas Profissionais dos padres salesianos no Liceu Coração de Jesus. Todos os meses, nós éramos convidados para dar ao Coração de Jesus o presente de uma noite de adoração diante do Santíssimo Sacramento.

O povo diz que ”É de pequenino que se torce o pepino”, e eu só posso agradecer, porque o Coração de Jesus reservava uma noite inteira, todos os meses, para trabalhar meu coração de menino. Agora sou capaz de entender que muita coisa que vivo e realizo, hoje, foi semeada em mim pelo próprio Jesus naquelas noites de adoração. Não é mérito meu ter começado tão cedo: foi uma imensa graça, que eu não sou capaz de avaliar. O fato de a Canção Nova ser hoje uma “Comunidade de Amor e Adoração” é consequência disso. Com a graça de Deus, a adoração ao Santíssimo Sacramento acontece nas 24 horas do dia nesse Território Eucarístico! Há sempre gente adorando Jesus Cristo na Santíssima Eucaristia. Este é o segredo da Canção Nova: cada um de nós tira um tempo, todos os dias, para estar a sós com o Senhor, de coração a coração com Aquele que nos amou e nos confiou essa missão de evangelizar.

Dom Bosco repetia sempre para os seus jovens, e eu tive a graça de aprender isso nos meus tempos de menino: ”Quereis alguma graça? Visitai Jesus no Santíssimo Sacramento. Quereis muitas graças? Visitai-O muitas vezes. Quereis poucas graças? Visitai-O poucas vezes”. As conclusões práticas para sua vida você já tirou!

Neste mês de junho, mês do Sagrado Coração de Jesus e da Festa de Corpus Christi, celebrada hoje pela Igreja, Jesus está esperando você, de braços abertos, na Santíssima Eucaristia. É Ele que quer dar a você a graça de estar com Ele, de coração a coração, nas horas privilegiadas da sua adoração. Certamente você sabe que o exame científico comprovou que aquela Hóstia transformada em Carne viva – no Milagre Eucarístico de Lanciano – é tecido do miocárdio: portanto, do Coração de Jesus Cristo! Na Santíssima Eucaristia, nas 24 horas, dia após dia, o Coração de Jesus bate forte por você!

Seu irmão,

Monsenhor Jonas Abib

Retirado:http://www.cancaonova.com/portal/canais/pejonas/pejonas_msg_dia.php


Mensagem do dia

junho 10, 2009

Quarta-Feira, 10 de junho 2009
Só os fortes fazem a vontade de Deus! José do Egito, vendido por seus irmãos e feito escravo, enfrentou o assédio da esposa de Putifar que, vendo sua sabedoria e beleza, tentou seduzi-lo (cf. Gênesis 39, 6-20). Todavia, no momento em que ela o agarrou, José largou o mato nas mãos dela e fugiu. Perversa, a mulher mostrou aquele manto a seu marido, afirmando que o jovem rapaz é que havia tentado violentá-la.

José não teve como provar sua inocência. Era a sua palavra contra a palavra da sua patroa. Foi preso. No cárcere, conheceu dois servos do faraó, que lhe narraram seus sonhos, para que ele os interpretasse. Um deles tornou-se seu amigo. Passado um tempo, José foi chamado para interpretar o sonho do faraó (cf. Gênesis 41, 25-36). Diante da sabedoria do jovem ao lhe revelar o sonho, o poderoso rei egípcio o constituiu seu primeiro-ministro (cf. Gênesis 41, 37-57). José guardou o alimento em celeiros e assim salvou o Egito da fome. Chegada a carestia eles possuíam celeiros abarrotados de alimento, tanto para os egípcios como para os de fora.

Sem imaginar que José estivesse nesse país [Egito], seus irmãos saíram de sua terra e para lá se dirigiram a fim de buscar alimento. Embora os tivesse reconhecido, José não os castigou pelo que lhe fizeram no passado; ao contrário, trouxe-os para morar lá também, perdoou-lhes e foi canal da graça e salvação para toda a sua família.

Preste atenção nos fatos: se José tivesse cedido aos caprichos da esposa de Putifar, provavelmente, este jamais saberia e o jovem não teria sido preso. Mas, porque ele foi firme e resistiu, a grande guinada de sua vida aconteceu. Embora passasse por dolorosa prisão, ele não apenas se salvou, mas foi salvação para o país onde havia se tornado escravo, assim como o foi para seus irmãos que o traíram.

Os planos de Deus para Seus filhos são perfeitos, grandiosos. Embora cheios de obstáculos que exigem muitos sacrifícios e dores, ouse realizar o plano do Todo-poderoso, desprezando os atalhos e os descaminhos, porque é a única maneira de levarmos uns aos outros para o céu.

Seu irmão,

Monsenhor Jonas Abib

Retirado:http://www.cancaonova.com/portal/canais/pejonas/pejonas_msg_dia.php?id=23685


Mensagem do dia

junho 10, 2009

Terça-Feira, 09 de junho 2009
O casamento e a sexualidade são santos! Sara perdeu seus maridos (cf. Tobias 6, 10-13a. 14-15ss). Hoje, muitas “Saras” e muitos “Tobits” estão perdendo seus cônjuges. O objetivo do demônio não é apenas separar casais, é muito mais que isso! É destruir você e toda a sua família, porque ele sabe que seu lar é a arca da aliança para a sua salvação.

Por essa razão, não é mais tempo de pensar que basta ir à Santa Missa ou simplesmente orar de vez em quando. É preciso estar com Deus constantemente! A oração e a Celebração Eucarística são como âncoras para salvar você e toda a sua família. Se você se casou e não tinha Deus, agora já pode tê-Lo. Ele mesmo o chama de volta. A Palavra de Deus é muito clara:

“(…) são os que se casam, banindo Deus de seu coração e de seu pensamento, e se entregam à sua paixão como o cavalo e o burro, que não têm entendimento: sobre estes o demônio tem poder” (Tobias 6, 16).

A intenção do inimigo é justamente fazer com que homens e mulheres busquem o casamento somente por paixão, pelo prazer sexual. O casamento é santo! A sexualidade no casal é santa! Porém, o inimigo, astuto, quer a desordem, incutindo nos homens, desde a infância, brincadeiras maliciosas. O Senhor transforma todos aqueles que O tinham banido da sua mente, do seu coração, e derrama sobre eles o Espírito Santo, realizando o que nos parecia impossível. Deus quer transformar você, refazer tudo em sua vida. Peça o batismo no Espírito Santo e o impossível acontecerá. Muitas mulheres também foram atingidas pelas novelas que apresentam “baixaria vivida com fineza”. E assim estas são pegas pelo lado afetivo, romântico, sensível… Mas o Senhor quer mudar todo esse conceito. A sexualidade feminina é uma maravilha que o inimigo quer jogar na lama.

O plano de Deus é reabilitar a dignidade da sexualidade humana: a beleza de ser mãe, conceber, gerar, dar à luz, educar os filhos para este mundo e para o Alto, para o Senhor! Se você é uma Sara, sobre quem Asmodeu estava tendo poder, retorne para Deus! Expulse de sua vida toda e qualquer mentalidade mundana. Segure-se em Deus. Seja dócil ao Espírito Santo e tudo vai mudar, como aconteceu com Sara. Deus investe em você e na arca da aliança, que é sua casa.

Mesmo que sua família tenha vivido até agora de maneira paçã, o Pai quer derramar sobre todos vocês o Espírito Santo. O remédio de Deus Pai é o derramamento do Espírito Santo. “Poderia alguém impedir de batizar com água estas pessoas que, tanto como nós, receberam o Espírito Santo” (Atos dos Apóstolos 10, 47).

Acredite, a transformação acontecerá!

Seu irmão,

Monsenhor Jonas Abib

Retirado:http://www.cancaonova.com/portal/canais/pejonas/pejonas_msg_dia.php?id=23683


Mensagem do dia

junho 10, 2009

Segunda-Feira, 08 de junho 2009
Busque seu companheiro no lugar certo! “O Senhor Deus disse: ‘Não é bom para o homem ficar sozinho. Quero fazer para ele uma ajuda que lhe seja adequada’” (Gênesis 2, 18).

A palavra “homem” não se refere aqui apenas ao másculo, mas sim, ao homem como criatura humana. Portanto, não é bom para o homem nem para a mulher ficar só. Deus não quis a solidão. A ajuda adequada para a purificação do homem é a mulher e para a purificação da mulher a ajuda necessária é o homem.

A primeira mulher pecou: foi Eva. Porém, a mulher que Deus quer para você homem é uma Maria. É preciso, então, empenhar-se em procurá-la: não se agarre à primeira que aparecer! Existem muitas que querem viver a pureza e a santidade no casamento. São as mulheres da maneira que Deus criou. São como as santas mulheres da Bíblia: Sara, Ester, Judite…e como as mulheres santas que temos na Igreja: Teresa, Clara de Assis, Teresinha, Maria Gorete, Rita de Cássia…

É uma grande tolice pensar que mulheres assim não existem mais. O desafio é buscá-las no lugar certo, porque as procurar em boates e em ambientes promíscuos jamais vai encontrá-las. Porém, há uma mulher santa para cada rapaz que quiser ser santo. E quando você encontrá-la seja sério! Respeite-a profundamente e jamais queira testá-la segundo os moldes do mundo. Seria uma irresponsabilidade! Ela também está nesse processo de purificação buscando a santidade. Este “querer experimentar” é porta aberta para a tentação, e aí você nunca vai encontrar nenhuma Maria!

Seria como ir a uma loja de sapatos, escolher um par, experimentar e sair andando pelas ruas. Depois de usar e estragar, retornar à loja querendo trocar por um novo. Quem vai querer o calçado que já foi usado?

Somos como os peixes na piracema, se não lutarmos e nos deixarmos levar pela correnteza, morreremos! Não ceda! Precisamos povoar céus novos e terras novas com homens e mulheres novos. Se você destruiu sua vida, Deus pode refazê-la. Basta você permitir.

Seu irmão,

Monsenhor Jonas Abib

Retirado:http://www.cancaonova.com/portal/canais/pejonas/pejonas_msg_dia.php?id=23680


Mensagem do dia

junho 5, 2009

Sexta-Feira, 05 de junho 2009
Pais, não impeçam a vocação dos seus filhos! Sou muito grato a Deus! Apesar de ser tão pequeno, de ter tão poucas qualidades, quanta coisa consegui fazer com a graça de Deus! Mas, por que consegui? Sou especial? Não! Somente porque tomei o caminho que o Senhor traçou para a minha vida.

Quanto mais você vive sua vocação e se dedica a ela, mais Deus Pai o vai abençoando. É assim que as coisas vão se encaixando quando se está no caminho da vocação. No entanto, tudo isso se faz com dor, com sofrimento, com suor, com perseverança, com lágrimas e sangue; mas também com resultados, com eficácia. Eu não sou a exceção, sou a regra e a regra é para todos. Você nem pode pensar em querer realizar a minha vocação, nem eu posso querer viver a sua e realizar aquilo que você realiza. Isso não daria certo. Não é querer fazer o que outro faz: Deus, de antemão, já planejou tudo.

Veja que Pedro e André largaram o barco, o trabalho, suas redes; largaram tudo e seguiram Jesus. Tiago e João, que estavam trabalhando com o pai, também deixaram tudo: o chamado de Cristo foi muito forte. Deixaram o pai, largaram suas redes e seguiram o Senhor, sem vacilar. É o assumir a vocação! Com você se dá o mesmo! Deus já o criou em vista das boas obras que preparou de antemão para você. Nem pense que existem vocações maiores e menores. Quem é maior: Dom Bosco ou a mãe dele, Margarida? É dificil dizer. O grande santo italiano já é canonizado, a mãe dele ainda não. Mas eu não duvido nada que ela tenha sido tão ou mais santa do que ele. O filho se projetou e a mãe não, simplesmente porque ela ficou num lugarejo da antiga Itália o ajudando, dando-lhe suporte.

Jesus disse a Pedro, André, Tiago e João: “Vinde após mim e eu vos farei pescadores de homens”. Quando assumimos nossa vocação, todos nos tornamos como esses grandes homens de Deus! Por essa razão, digo aos pais: por amor de Deus, não impeçam a vocação dos seus filhos! Quantos pais querem estabelecer o caminho para os filhos! Querem que o filho seja isso ou aquilo, que tenha tal profissão, vá para aquela faculdade, se case com fulano e que tenha certas garantias… Agindo assim, os genitores, muitas vezes, levam os filhos à infelicidade de viverem para a realização de seus [pais] próprios planos.

Se você agiu assim [fazendo a vontade dos pais e não a sua, ou a sua própria vontade sem discernir se era vontade divina], reze, pois Deus também tem um “plano estepe” para colocar em ação. Ele pode refazer até mesmo o que você acabou estragando. Peça essa graça ao Senhor! Nosso Deus é o Deus do impossível!

Seu irmão,

Monsenhor Jonas Abib

Retirado:http://www.cancaonova.com/portal/canais/pejonas/pejonas_msg_dia.php?id=23678